Confira Agora As Consequencias De Nao Contar Com Uma Boa Gestao Fiscal Em Seu Negocio Post (1) - Nacional Contabilidade

Gestão fiscal – quais as consequências de não obter?

Confira agora as consequências de não obter uma boa gestão fiscal

Sem uma gestão fiscal eficiente, sua empresa pode sofrer uma série de consequências perigosas para o seu sucesso

Investir em uma gestão fiscal deve ser uma prioridade para a empresa e não ficar em segundo plano. 

Essa gestão é o percurso mais seguro para você manter as contas de uma empresa em dia e para, como consequência, melhorar a sua saúde financeira.

Por outro lado, sua falta pode ocasionar situações desastrosas e com grande impacto na saúde empresarial.

E, devido à carga tributária complexa brasileira, essa gestão se torna a melhor alternativa para reduzir a carga tributária.

A grande verdade é que esse é um impasse no desenvolvimento de muitas empresas, então continue conosco e saiba mais a seguir!

Consequências de não obter uma gestão fiscal

1- Equívoco na classificação fiscal

A primeira consequência de não ter uma gestão fiscal é você errar na classificação fiscal.

Dessa forma, sua empresa pode pagar mais impostos do que deveria, simplesmente porque a classificação fiscal dos produtos está errada. 

Além disso, você também poderá pagar muito menos impostos e ficar em débito com o  Fisco, o que também é preocupante.

Afinal, as multas decorrentes desse erro podem ser muito caras para o orçamento da empresa. 

Sendo assim, a única forma de garantir que sua empresa pague o valor correto do imposto é classificando o imposto correto para cada produto vendido.

2- Pagamento indevido de impostos

Outra consequência perigosa está relacionada às irregularidades no pagamento de impostos.

Afinal, deixar de pagar impostos em dia é mais perigoso do que se imaginava e pode impedir a empresa de manter contato com o IRS. 

O risco de fazer isso é que, além de multas e de juros sobre impostos pendentes, a empresa também pode ser prejudicada quando tentar obter empréstimos ou investir.

Você poderá usar de normas tributárias desatualizadas, que pode ser um erro aparentemente simples, mas que afeta muito as empresas.

As regras e os regulamentos fiscais estão em constante mudança, o que afeta diretamente o valor da tributação. 

Com uma boa gestão tributária, é possível identificar novos impostos, criar novos impostos e outras alterações. 

Quando esse tipo de gerenciamento precipitado é feito, sua empresa tornará as questões regulatórias obsoletas, arriscando-se ao fracasso e até mesmo incorrendo em perdas.

3- Falta de recolhimento de imposto indireto

O imposto direto refere-se às despesas que constituem o preço do produto, mas não estão incluídas na fatura. 

A falta de gestão fiscal pode deixar de cobrir esses impostos e fazer com que a empresa sofra prejuízos.

Se você pagar impostos indevidamente, poderá ser multado, e os produtos/serviços terão preços incorretos; nessa perspectiva, sua empresa poderá enfrentar sérios problemas financeiros. 

4- As penalidades fiscais

A consequência mais séria da má gestão fiscal diz respeito às penalidades fiscais. 

De acordo com a Lei nº 4.729 de 14 de julho de 1965, o não pagamento de tributos é crime e pode causar alguns transtornos à empresa e a seus proprietários.

Todo cuidado é pouco!

Muitos gestores têm medo do Fisco, o que é correto, pois: 

  1. As questões tributárias do Brasil são muito complicadas;
  2. Multas são aplicadas a pessoas que declararam impostos incorretamente. 

Nesse sentido, deve haver um cuidado minucioso para evitar riscos financeiros, afinal a empresa estará sujeita a sanções administrativas, a multas e a congelamento de certificados que comprovam sua regularidade financeira.

A maioria dos erros é de humanos ou de procedimento, portanto ter uma gestão fiscal é primordial.

Uma contabilidade pode te ajudar!

Então, se você deseja ficar cada vez mais longe dessas consequências, conte com o suporte de uma contabilidade que possa executar uma boa gestão fiscal em seu negócio.

Os profissionais contábeis têm a expertise necessária para realizar as ações que te manterão em dia e, ao mesmo tempo, com um caixa saudável.

Portanto, não perca mais tempo e entre em contato conosco agora mesmo para encontrar a contabilidade perfeita para o seu negócio!

QUERO OBTER UMA GESTÃO FISCAL EM MINHA EMPRESA

SAIBA QUAIS SAO AS CONSEQUENCIAS DE NAO TER UMA GESTAO FISCAL - POST

Quais as consequências de não ter uma gestão fiscal?

Conheça as principais consequências de não ter uma gestão fiscal

Não contar com uma gestão fiscal pode colocar o seu negócio em sérios riscos

Investir em uma gestão fiscal deve ser uma prioridade para a empresa, principalmente para não acabar ficando em segundo plano. 

Essa gestão é o percurso mais seguro para você manter as contas de uma empresa em dia e, em consequência, para melhorar a sua saúde financeira. Sua falta, inclusive, pode ocasionar situações desastrosas e com grande impacto na saúde empresarial.

E devido à carga tributária complexa brasileira, essa gestão se torna a melhor alternativa para reduzir a carga tributária.

No entanto, nota-se a falta de tal gestão – é um impasse no desenvolvimento de muitas empresas.

Vamos saber mais a seguir!

Consequências de não obter uma gestão fiscal

A primeira consequência de não ter uma gestão fiscal é você errar na classificação fiscal.

Sua empresa pode pagar mais impostos do que deveria, simplesmente porque a classificação fiscal dos produtos está errada. 

Da mesma forma, você pode pagar muito menos impostos e ficar devendo ao fisco, o que também é preocupante, afinal, as multas decorrentes desse erro podem ser muito caras para o orçamento da empresa. 

A única forma de garantir que sua empresa pague o valor correto do imposto é classificando o imposto correto para cada produto vendido.

Outra consequência é em relação a irregularidades no pagamento de impostos: deixar de pagar impostos em dia é mais perigoso do que se imaginava e pode impedir a empresa de manter contato com o IRS. 

O risco de fazer isso é que, além de multas e de juros sobre impostos pendentes, a empresa também pode ser prejudicada quando tentar tomar emprestado dinheiro ou investir; você poderá usar de normas tributárias desatualizadas, que pode ser um erro aparentemente simples, mas que afeta muito as empresas.

As regras e os regulamentos fiscais estão em constante mudança, o que afeta diretamente o valor da tributação. 

Com uma boa gestão tributária, é possível identificar novos impostos, criar novos impostos e outras alterações. 

Quando esse tipo de gerenciamento precipitado é feito, sua empresa tornará as questões regulatórias obsoletas, arriscando-se ao fracasso e até mesmo se prejudicando em relação a perdas.

Falta de recolhimento de imposto indireto

O imposto indireto refere-se às despesas que constituem o preço do produto, mas não estão incluídas na fatura. 

A falta de gestão fiscal pode deixar de cobrir esses impostos e fazer com que a empresa sofra prejuízos.

Se você pagar impostos indevidamente, poderá ser multado e os produtos / serviços terão preços incorretos e sua empresa poderá enfrentar sérios problemas financeiros. 

A consequência mais séria da má gestão fiscal está ligada às penalidades fiscais. 

De acordo com a Lei nº 4.729, de 14 de julho de 1965, o não pagamento de tributos é crime e pode causar alguns transtornos à empresa e a seus proprietários.

Conclusão 

Muitos gestores têm medo do fisco, o que é correto. 

Primeiro, porque as questões tributárias do Brasil são muito complicadas.

E em segundo lugar, devido a multas aplicadas a pessoas que declararam impostos incorretamente. 

Portanto, muito cuidado deve ser tomado para evitar riscos financeiros. 

Afinal, a empresa estará sujeita a sanções administrativas, a multas e a congelamento de certificados que comprovam sua regularidade financeira.

A maioria dos erros é de procedência humana ou relacionada a procedimentos, logo, ter uma gestão fiscal é primordial.

Gostou? Entre em contato ainda hoje e conheça nossos serviços.

QUERO ENTRAR EM CONTATO!