3 Dicas De Ouro Sobre Insolvencia Que Podem Salvar O Seu Negocio Blog - Nacional Contabilidade

3 dicas de ouro sobre insolvência que podem salvar o seu negócio

O que todo empresário deveria saber sobre insolvência (antes que seja tarde demais)

Se você é empresário, ouviu falar sobre insolvência e ainda não sabe como funciona essa questão, chegou ao lugar certo. 

Neste artigo, vamos ensinar alguns aspectos importantes antes que você seja vítima dessa situação e não saiba como resolvê-la. 

Insolvência é a incapacidade de quitar os débitos dentro do prazo esperado por falta de recursos, pois eles são maiores que os rendimentos. 

O resultado desse tipo de situação é o endividamento da empresa. 

Dessa forma, a situação pode se agravar, e seu negócio pode perder a capacidade de sobrevivência. 

Quer aprender mais sobre insolvência e o que fazer para evitá-la? Então não deixe de ler o texto abaixo com bastante atenção.

3 dicas importantes sobre insolvência para evitar que a situação se agrave

Agora que você já sabe sobre insolvência, é hora de aprender como evitar que a sua empresa se torne vítima desse problema. 

Veja, a seguir, as 3 dicas importantes para evitar a insolvência.

1. Não compre de forma descontrolada

Um dos grandes erros que levam à insolvência é a falta de controle sobre os gastos efetuados.

Aprender a registrar todos os compromissos feitos é uma das formas de manter o controle sobre os gastos.

Não se esqueça de anotar as datas de pagamentos. 

Dessa maneira, você não corre o risco de atrasar e pagar juros, o que seria um desperdício de dinheiro. 

Outra grande vantagem é que, registrando tudo, fica mais fácil saber a hora de parar e não extrapolar seu limite.

2. Reduza os custos

Sempre é possível reduzir os custos e despesas, portanto, se você não quer ser vítima da insolvência, comece agora a agir.

Junte os seus colaboradores para que todos possam estar envolvidos na mesma missão. 

Assim, você conseguirá muito mais sucesso na elaboração de estratégias eficazes para reduzir suas despesas, resultando em maior valor em caixa para quitar os compromissos. 

3. Não misture contas pessoais

Um dos grandes erros de quem administra uma empresa é misturar o pagamento das contas pessoais com as contas da empresa.

Além disso, pode acontecer de haver uma retirada maior que o esperado, resultando na falta de recursos para quitar os compromissos da empresa. 

Defina o seu pró-labore, ou seja, defina a sua retirada mensal e alimente uma reserva para a sua empresa. 

Desse modo, quando faltar recursos, por atraso de pagamentos dos clientes, você terá de onde tirar para pagar. 

Conclusão

Agora que você já obteve informações sobre insolvência e as 3 dicas especiais para evitar cair nessa situação, é hora de agir.

Se medidas não forem tomadas, a situação pode ficar descontrolada, e a empresa terá dificuldades para manter seu funcionamento. 

Se a sua empresa está com dificuldades para efetuar os pagamentos, as dicas que evidenciamos também vão ajudá-lo a conseguir recursos por meio da redução de custos. 

Se perceber que não está conseguindo manter as finanças em dia, conte com a ajuda de nossa assessoria contábil para sair dessa situação.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Descubra O Segredo Para Realizar O Controle De Gastos E Elevar O Nível Da Sua Empresa Blog - Nacional Contabilidade

A ciência por trás do controle de gastos que pode elevar o nível da sua empresa

Um assunto que nunca sai da cabeça dos empreendedores é: controle de gastos.

Com tantas tarefas para serem executadas e prazos a cumprir, a otimização de recursos se torna uma prioridade.

O controle de gastos é uma meta para toda empresa.

Porque ninguém quer perder os lucros com gastos desnecessários.

Compreender que os resultados podem ser aprimorados por esse controle é primordial para toda a equipe de trabalho.

Leia um pouco mais sobre isso.

Como a ciência pode te auxiliar a controlar os gastos?

Atualmente, podemos contar com todos recursos tecnológicos para alcançar o controle de gastos.

Não podemos duvidar que para isso usamos ciências exatas, e a tecnologia está completamente ligada a isso.

Mas a pergunta que não quer calar é: como elevar o nível da minha empresa com estas ferramentas?

Continue aqui com a gente que logo irá descobrir.

Controlar os gastos da sua empresa significa ter liberdade para investir nela mesmo.

Não tem maior satisfação em aplicar os recursos financeiros na organização.

Isso porque você consegue visualizar os resultados.

Seja no conforto do ambiente, em equipamentos modernos, em treinamentos para equipe, aumento de salário e outros fatores.

Veja 04 dicas de como controlar os gastos

Para controlar os gastos é preciso visualizar onde estão as falhas.

Nossas dicas te oferecem ferramentas para colocar em prática seu objetivo.

Acompanhe as dicas a seguir:

1. Procure um profissional de contabilidade para te auxiliar a rastrear seus excessos.

Com certeza saberá utilizar as ferramentas que trabalham a seu favor para controlar gastos.


2. Elaborem um plano juntos de onde começar.

Já que um suporte profissional é bem vindo, não tem problemas trabalhar em parceria.

Com certeza, as partes dirão o que é possível neste processo.

3. Estabeleça metas.

Com um planejamento de controle de gastos em mãos e com recursos necessários já é meio caminho andado para o cumprimento das metas.

Imagine no que você pode investir para elevar o nível da sua empresa.

4. Priorize a organização e controle.

É necessário que a rotina de organizar e controlar seja estabelecida. 

Pois é indispensável enxergar o progresso e corrigir brechas que prejudicam o controle de gastos.

Um profissional de contabilidade conta com as ferramentas mais modernas e tecnológicas para executar seu trabalho.

Controlar gastos é um hábito que você pode estabelecer com auxílio de profissionais especializados.

Com a ciência exata não tem erro. E sempre será uma conta que bate.

Um profissional habilitado que usa a ciência como aliado, as chances de erros são ínfimos. 

Conclusão

O controle de gastos está nas suas mãos.

Usando as ferramentas necessárias e o suporte profissional não tem fracasso.

Existem muitas possibilidades da sua empresa elevar o nível apenas controlando os gastos.

Pergunte aos seus colegas empreendedores e descubra como cada um controla os gastos.

Pode ser que tenha resultados positivos e negativos.

Mas você só vai se interessar pelo que funciona e te oferece um retorno.

Controlar gastos é o que você precisa colocar em prática.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

O Melhor Momento De Investir O Capital Da Minha Empresa Blog - Nacional Contabilidade

Qual o melhor momento de investir o capital da minha empresa?

Descubra agora mesmo o melhor momento de investir o capital da sua empresa para ter sucesso

Quando se pensa em aplicações, sempre surge a dúvida: qual o melhor momento de investir o capital da minha empresa?

O que podemos fazer por você é te mostrar suas opções e cabe a você decidi-las.

Entendemos que o que mais deseja é saber qual o melhor momento da investir o capital da minha empresa, para tomar decisões referente aos negócios.

Entender o seu perfil de investidor te auxilia a entender o melhor momento de investir o capital da empresa

Os dois principais perfis de investidores para saber qual o melhor momento de investir o capital da sua empresa são: o conservador e o agressivo.

E antes de continuarmos, é necessário compreender se o capital que quer investir é real.

E que se aplicado não coloca a saúde financeira da sua empresa em dificuldades.

E um bom contador entra nessa história.

Não há como saber do capital do empreendimento se não estiver ao lado das finanças um contador de confiança.

O melhor momento de investir o capital da sua empresa não precisa ser um decisão tomada sozinho(a).

Entendendo os riscos de decidir o melhor momento de investir capital na sua empresa.

Para decidir o melhor momento de investir o capital da sua empresa é preciso falar sobre os riscos.

Há quem prefira correr altos riscos e outros já nem tanto.

Mas uma coisa é bom ser dita, o capital não é seu. É da empresa.

Por isso todas as decisões devem ser favoráveis ao crescimento e desenvolvimento do negócio.

Preparamos algumas dicas para você identificar o melhor momento de investir o capital da sua empresa.

Acompanhe.

1. Esteja com os números da sua empresa saudáveis, ou seja, que não tenha dívidas.

2. Se pergunte, qual é a meta da minha empresa? 

Respondendo essa pergunta você analisará como a empresa se beneficiará dos investimentos.

3. Estabeleça o valor a ser investido.

Pode parecer fácil mas não é. Muitos empreendedores não sabem responder qual o valor do capital que gostariam de investir.

4. Trabalhe com reservas. Se tratando de aplicações, o melhor momento de investir o capital da sua empresa é quando você tem liberdade de aplicar e ainda sim ter uma reserva financeira disponível.

5. Tenha em mente o plano B.

Não estamos pedido para serem pessimistas, mas esteja preparado tecnicamente e mentalmente caso as coisas não saiam como esperadas.

Se você tem todos os estes passos seguros, então já sabe que o melhor momento de investir o capital da sua empresa é agora.

Conclusão

Saber identificar a hora de identificar o melhor momento de investir o capital da sua empresa pode ser desafiador.

Mas não significa que deve desistir antes de buscar saber todas as suas opções.

Um contador profissional e bem informado pode ajudar você e sua empresa a decidirem pelo melhor caminho.

O melhor momento de investir o capital da sua empresa, poder hoje, ano que vem, daqui 5 anos.

Mas sempre muito bem assessorado por um contador ou alguém com conhecimentos técnicos.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Veja As Maneiras Mais Frequentes De Estragar O Seu Fluxo De Caixa E Evite Que Aconteça Em Sua Empresa! Blog - Nacional Contabilidade

21 maneiras de estragar o seu fluxo de caixa

Veja as maneiras mais frequentes de estragar o seu fluxo de caixa e evite que aconteça em sua empresa!

Pode não parecer, mas estragar o seu fluxo de caixa é muito mais fácil do que você imagina. 

Não ter atenção no momento de fazer os registros, esquecer-se de registrar, misturar as contas pessoais são erros comuns. 

No entanto, se forem repetidos com frequência vão levar o seu negócio à falência. 

Quer aprender quais as 21 maneiras que você deve evitar para não estragar o seu fluxo de caixa? 

Então não deixe de ler o texto abaixo com bastante atenção. 

Como não estragar o seu fluxo de caixa

1. Não registrar toda a movimentação financeira da sua empresa

Essa é uma forma de estragar o seu fluxo de caixa bastante comum e ignorado pelos empreendedores. 

Portanto, se você não quer ir à falência, registre tudo. Você pode contar com a ajuda de um software de gestão para facilitar o trabalho. 

2. Não verificar o caixa diariamente

Se você apenas registrar o fluxo de caixa e não acompanhar o que acontece com ele diariamente, você não saberá como anda seu negócio.

Portanto, não terá condições de investir ou traçar estratégias para o crescimento da sua empresa. 

3. Não gerenciar o seu estoque

Um estoque parado é o mesmo que dinheiro parado, sendo assim, se ele for não gerenciado, você estará perdendo uma oportunidade de transformá-lo em algo bastante lucrativo.

4. Não categorizar as movimentações financeiras

Criar categorias e subcategorias para o seu negócio é uma excelente forma de organizar seu fluxo de caixa.

5. Não fazer planos para ter dinheiro em caixa e investir

Se você não tem planos futuros para o seu negócio, provavelmente irá se acomodar e gastar tudo que entrar, deixando o caixa vazio.

Elabore estratégias para chegar muito mais longe, a curto e médio prazo. 

6. Não avaliar o capital de giro da sua empresa

É preciso ter a noção real do que realmente você tem em caixa para movimentar seu negócio, á partir daí começar a criar estratégias para melhorar as entradas e reduzir os gastos.

7. Não ter um software de gestão do fluxo de caixa

Se você tem um pequeno negócio, talvez consiga apenas registrar a movimentação do caixa em uma planilha do Excel.

No entanto, esse recurso pode não dar certo por muito tempo. Se você não quer estragar o seu fluxo de caixa, adquira um bom software de gestão. 

8. Não criar uma reserva para emergências

Toda empresa pode enfrentar suas situações difíceis, para não ter problemas mais graves é preciso se preparar fazendo uma reserva para cobrir as despesas.

9. Não atualizar os dados 

Uma das formas de se perder no fluxo de caixa é esquecer-se de atualizar os dados dos clientes e da sua empresa.

Mesmo que você tenha trabalho, dedique tempo para manter as informações sempre atualizadas, elas servirão de base para elaborar estratégias eficazes para o seu negócio. 

10. Não ser realista

Um dos grandes problemas na gestão de um negócio é viver de ilusões. Embora o otimismo seja bem-vindo, ele não pode ser a única base para a tomada de decisões.

Encare a realidade, mesmo que ela seja dura e inclua a falta de dinheiro. 

11. Não comprometer valores que você ainda não recebeu

Não faça compromissos com os valores que você ainda não tem em suas mãos e após pagar as contas, para não correr risco de ficar endividado.

12. Não planejar suas compras

Se você não tem um planejamento adequado de compras com certeza vai comprar mais do que precisa e consequentemente vai deixar dinheiro parado na sua empresa.

13. Não ter um planejamento de quitação de dívidas

Uma das formas de estragar o seu fluxo de caixa é não quitar as dívidas e permitir que os juros de acumulem, deixando dinheiro escapar pelo ralo.

14. Não criar metas de crescimento

Se você não criar metas de crescimento para a sua empresa, seu fluxo de caixa poderá ser desviado para investimentos desnecessários.

15. Não dar atenção especial aos detalhes

O fluxo de caixa é alimentado pelos detalhes de todas as informações que são registradas, portanto esquecer-se deles é dar oportunidade para a má gestão.

16. Não avaliar a capacidade de pagamento da sua empresa

Esse é um dos melhores motivos para estragar o seu fluxo de caixa, pois vai fazer com que você faça compromissos que não dá conta de assumir.

17. Não avaliar se seu negócio é sazonal

Muitas empresas desenvolvem atividades que são bem aceitas em determinados períodos do ano.

É importante avaliar seu o seu negócio está nessa categoria e criar estratégias de sobrevivências nos demais períodos.

18. Não criar estratégias para sair das situações de aperto

É muito importante criar estratégias que favoreçam a saúde financeira do seu negócio, enquanto a situação está sob controle.

Dessa forma, quando os períodos de baixo movimento surgirem, você saberá o que fazer para superar. 

19. Não avaliar a possibilidade de fazer promoções e liquidações

Se você tem estoque parado e precisa de dinheiro, a melhor forma de não estragar o seu fluxo de caixa é promovendo descontos.

Isso vai fazer com que a movimentação seja melhor e consequentemente você obtenha mais lucros.

20. Não ter um planejamento eficaz para o aumento de preço dos produtos

Não há nada de errado em aumentar os preços, o problema está em não fazer isso de forma estratégica, o que poderá resultar em redução das vendas.

21. Não contratar uma boa assessoria contábil

Ter ao seu lado bons profissionais de contabilidade vai fazer com que você tenha mais tranquilidade na gestão do seu negócio e consequentemente não terá os resultados esperados.

Conclusão

Se você tomar os devidos cuidados com a gestão do seu negócio e não tiver nenhuma dessas atitudes citadas acima, seu negócio irá bem. 

Além disso, você não correrá o risco de estragar o seu fluxo de caixa e deixar sua empresa em situação complicada. 

Clique aqui e veja como o suporte de profissionais qualificados pode te ajudar a não cometer erros em seu fluxo de caixa!

Voce Deseja Operar Com Lucro Liquido Leia O Artigo Que Preparamos E Saiba Como Isso E Possivel Blog - Nacional Contabilidade

5 coisas que estão impedindo sua empresa de operar com lucro líquido

Conheça aspectos que podem estar impedindo sua empresa de operar com lucro líquido nesse exato momento.

Você está com dificuldades de operar com lucro líquido? A causa podem ser esses cinco motivos que separamos em nosso artigo!

De fato, um dos principais objetivos da empresa é operar com lucro líquido.

Dessa forma é possível realizar novos investimentos, além de contribuir para o desenvolvimento geral do negócio.

Possibilitando ainda que a empresa se mantenha ativa, produzindo maior empregabilidade.

No entanto, alguns fatores impedem que a empresa possa operar com lucro líquido e é sobre eles que falaremos nesse post.

Por esse motivo, faça a leitura de forma atenta, buscando absorver o máximo de informações que possam ser utilizadas para o melhor desempenho de sua empresa.

Operar com lucro líquido: por que a lucratividade e rentabilidade são pautas constantemente abordadas pelas empresas?

Certamente que para o desempenho de uma empresa ser considerado saudável, ela precisa operar com lucro líquido.

Ou seja, o lucro gerado pela empresa deve não só beneficiar seus sócios e gestores, mas toda a sociedade à sua volta, sejam colaboradores e fornecedores, por exemplo.

Estar no controle de todos os números e índices que representam seu negócio, é uma das funções de um bom gestor.

Nesse sentido, ele deve saber cruzar, identificar e analisar todos os dados para assim indicar se a situação da empresa está positiva ou negativa. 

Sendo assim, é essencial que saiba sobre a lucratividade e a rentabilidade da empresa.

É a lucratividade que mostra se as vendas da empresa são suficientes para pagar seus custos e despesas, gerando assim lucro para seu empreendimento.

Apresentada por meio de percentuais facilita a comparação com outras empresas, inclusive de segmentos diferentes.

Em contrapartida, com a rentabilidade é possível avaliar o retorno de investimentos a longo prazo realizados pela empresa.

Para que você saiba se a empresa opera com lucro líquido, deve pegar as entradas (receita de vendas e financeira) e retirar as saídas (impostos, devoluções e abatimentos). 

São os índices de lucro, lucratividade e rentabilidade que irão determinar o sucesso da empresa.

Contudo, existem alguns fatores que impedem que a empresa possa operar com lucro líquido, dos quais falaremos agora.

Preços baixos

Embora seja uma estratégia louvável para atrair clientes, essa atitude pode causar um efeito contrário e prejudicar a lucratividade. 

Evidentemente que o produto precisa ser atrativo, porém, devem ainda suprir todas as despesas da empresa.

Portanto, para valorizar o produto o seu preço deve estar de acordo com o que ele vale.

Gastos desnecessários

A fim de exaltar os bons resultados de sua empresa, os gestores erram ao realizarem investimentos que poderiam ser feitos no futuro e acabam comprometendo as finanças da empresa.

Por isso é tão importante avaliar quais gastos são realmente necessários daqueles que podem ser deixados para depois.

Vendas a prazo

Por não ser possível garantir que seus clientes possam arcar com o compromisso de efetuar todo o pagamento, as vendas a prazo podem ser um grande problema.

Pagar antes de receber

Para evitar que o caixa fique negativo e haja possíveis prejuízos nos meses seguintes, é preciso antes de pagar, que você receba.

Falta de revisão dos contratos

O gestor deve avaliar sempre os contratos vigentes a fim de que os mesmos estejam oferecendo produtos ou serviços de qualidade e preços justos.

Caso contrário, os contratos podem ser rescindidos para que outros fornecedores sejam contratados.

Nacional: soluções precisas para uma gestão mais acertada

Finalmente, o gestor que deseja presenciar a sua empresa operar com lucro líquido, deve evitar esses redutores de lucratividade.

Para isso, é fundamental estar sempre atento em tudo que diz respeito ao seu empreendimento, principalmente aos aspectos numéricos.

Assim poderá assegurar-se da sustentabilidade do seu negócio.

E nós, da Nacional, podemos ajudar você a facilitar ainda mais esse objetivo.

Quer saber como? Então clique no botão abaixo e fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

CLIQUE AQUI E TENHA AUXÍLIO PARA EVITAR OS REDUTORES DE LUCRATIVIDADE!

Entenda Como Realizar Controle De Custos De Forma Eficiente Na Sua Empresa Blog - Nacional Contabilidade

Controle de custos: a melhor maneira de administrar o seu negócio

Entenda como fazer um controle de custos eficiente na sua empresa

Você sabia que ter um controle de custos adequado contribui para que sua empresa seja muito mais lucrativa? Leia o artigo que preparamos e saiba como fazer isso no seu negócio

O controle de custo do seu negócio é vital para o pleno funcionamento de suas finanças.

É fato que as crises econômicas são fatores relevantes no fechamento de alguns negócios.

Mas, em algumas situações, o problema tem outra origem, a falta de planejamento e controle financeiro por parte dos gestores.

Ainda que o negócio caminhe de forma dinâmica, atrativa e que produza serviços interessantes.

As finanças precisam ser priorizadas e bem conduzidas a todo momento. 

Nas próximas linhas vamos conversar mais sobre isso. 

Boa leitura!

Como é possível manter o controle de custo e ver seu empreendimento ter bons resultados?

Os pilares primordiais são: organização e o investimento. 

Por meio deles, uma empresa apresenta resultados nos seguintes aspectos:

  • O controle do fluxo financeiro;
  • A segurança sobre o capital de giro;
  • A potencialização do crescimento.

Quer entender melhor como manter controle de custo da sua empresa? Fique conosco!

1- Planeje suas finanças

A não continuidade de um empreendimento se deve, em muitas circunstâncias, pela ausência do planejamento.

Seja grande ou pequena, sua empresa precisa ser gerida por um plano de negócios.

As estratégias traçadas previamente evitam gastos desnecessários e direcionamento ao público ideal.

2- Mantenha a atualização do fluxo de caixa

O fluxo de caixa precisa estar devidamente atualizado, a fim de manter o controle de custos de um empreendimento. 

Nele são organizados os lucros e despesas para evitar a falta de capital de giro e que se tenha real noção do momento financeiro.

Não passe muito tempo sem realizar este procedimento.

3- Categorize as despesas

Não lance custos e investimentos no mesmo ambiente. Seja organizado ao lidar com entradas e saídas.

Algumas receitas e despesas se dão a longo e outras a curto prazo. É preciso distingui-las.

4- Segmente seus custos

Lance as despesas em categorias segmentadas, tenha em mente que este procedimento é fundamental para destinação de recursos.

Por meio desta análise é que se determina os valores direcionados a cada setor.

5- Invista em ferramentas modernas

O controle de custo é possível por meio do papel, mas a informatização pode torná-lo mais assertivo.

Os mais modernos softwares e ferramentas torna o processo mais prático e evita erros. Evitando perdas e prejuízos.

6- Tenha uma conta separada para as despesas trabalhistas

Esta etapa é complexa e requer atenção especial. Por isso, muitas empresas terceirizam atividades, como o controle de custo.

Erros neste setor podem gerar multas e penalidades, para facilitar, organize-se e destine uma conta exclusiva para este fim.

Nacional: vamos ajudar você a ter uma gestão mais simples

O seu empreendimento precisa de um eficiente controle de custo para resistir aos desafios de um empreendedor.

O setor de vendas e os demais precisam estar alinhados, com foco no sucesso geral e não só na atratividade de produtos.

Os processos financeiros, contábeis e fiscais são complexos e muitas empresas preferem terceirizá-lo.

Evitando assim, os gastos desnecessários e a destinação equivocada de recursos.

Outro problema recorrente que gera muita dor de cabeça é o erro humano, o qual pode submeter as empresa a sanções.

Para tocar o seu negócio de maneira tranquila, contrate o serviço de profissionais especializados em contabilidade.

Nós, da Nacional, podemos ajudar você nessa tarefa. Entre em contato conosco e saiba como.

Ter um controle de custos eficiente em minha empresa!

Conheca Os Sinais De Uma Empresa Em Dificuldades Contabeis Blog (1) - Nacional Contabilidade

Sinais de uma empresa em dificuldades contábeis: conheça 3

Você sabe quais são os 3 primeiros sinais de alerta de uma empresa em dificuldades contábeis?

Leia o artigo que preparamos e conheça aspectos que alertam sobre uma empresa em dificuldades contábeis.

Uma empresa em dificuldades contábeis pode ser rapidamente diagnosticada por profissionais de qualidade.

Esta ação envolve analistas financeiros e contadores que podem, de forma conjunta, estudar os diversos demonstrativos financeiros.

A identificação de eventuais problemas passa por detalhamentos analíticos das finanças, por meio do balanço patrimonial, da DRE.

Além do Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC). 

O levantamento dos últimos três ou quatro documentos anuais permitem a identificação de uma empresa em dificuldades contábeis.

Para entender melhor este panorama, apresentamos 3 pontos que servem como sinal de alerta para o seu empreendimento.

Fique conosco, até o final. Boa leitura!

O que é preciso observar para diagnosticar uma empresa em dificuldades contábeis

Tão importante quanto uma atuação comercial atrativa aos clientes é a atenção aos procedimentos burocráticos.

O trabalho conjunto de todos os departamentos garante a saúde financeira do empreendimento.

Uma empresa em dificuldades contábeis, por exemplo, coloca todo o trabalho comercial a perder se não identificar os seguintes problemas:

Abaixo, estão outros três itens que podem apresentar problemas ao seu negócio. Confira!

1 – Aumento de estoque

Se os produtos têm boa saída é importante ter um estoque, caso contrário, mantê-los estocados pode levantar um alerta.

Será que os produtos em questão estão sendo vendidos?

Um outro fator importante com relação ao estoque é a obsolescência ou deterioração do produto.

Manter mercadorias armazenadas por muito tempo gera grandes prejuízos.

2 – Fluxo de caixa desfavorável

Fechar os demonstrativos de forma positiva não quer dizer necessariamente, que o empresário tenha o dinheiro.

A consequência disso, pode vir na hora de buscar investidores. E pode indicar que sua empresa não está fazendo devidamente as cobranças.

Ou que seu empreendimento não consegue arcar com as despesas, ou  ainda, que está gastando demasiadamente.

Por mais que possam aparecer pequenas variações, o caixa líquido deve, em geral, acompanhar o lucro líquido. 

3 – Alto número de contas a receber

Se há uma garantia de que as contas a receber serão pagas, é possível tratar esta questão como um ponto positivo.

Porém é preciso avaliar o prazo vencimento, pois, quanto maior o período de atraso, menores serão as chances de receber.

Neste caso, entende-se que o departamento de cobrança não está funcionando adequadamente.

É possível fazer um acompanhamento por meio de uma conta básica.

Basta dividir o saldo médio das contas a receber, pelas vendas anuais. 

Caso o resultado seja maior do que o aferido nos últimos anos, entende-se que há um acúmulo de contas a receber. 

Nós, na Nacional, temos a expertise necessária para ajudar no desenvolvimento do seu negócio

Diagnosticar uma empresa em dificuldades contábeis pode ser uma ação complexa ou simplificada.

Dependendo da organização da documentação e dos demonstrativos de contabilidade.

Essa análise parte do setor contábil e deve ocorrer em conjunto com os responsáveis pelas finanças, a fim de obter informações precisas, que retratam o real cenário da empresa e que sirvam como embasamento para as decisões dos sócios e evitam possíveis problemas com o fisco.

A partir daí os gestores poderão tomar medidas mais incisivas no departamento de cobrança para reverter o quadro de inadimplência.

Se você não possui profissionais com experiência contábil, terceirize o serviço.

Nós, da Nacional, vamos ajudar você nessa tarefa. Entre em contato conosco e saiba como!

Contratar uma terceirizada para auxiliar no desenvolvimento do meu negócio!

Entenda Como Fazer A Conciliacao Bancaria De Forma Eficiente Em Sua Empresa Blog - Nacional Contabilidade

Conciliação bancária: uma estratégia eficiente que vai ajudar você a ter mais controle sobre as suas finanças!

Há apenas 2 maneiras comprovadas de sua empresa conseguir a conciliação bancária.

Entenda o que é e como fazer a conciliação bancária da forma correta em seu negócio.

A conciliação contábil é possível por meio dos métodos de conferência das entradas e das saídas de um empreendimento.

Estas ações são fundamentais para que os números de suas finanças estejam sempre com resultados positivos.

Tal análise é feita por meio dos relatórios, especialmente pelo balanço patrimonial, e corrige eventuais erros que possam, de alguma forma, comprometer os rendimentos.

A conciliação contábil é também uma garantia de que as responsabilidades tributárias estão sendo cumpridas.

A execução desse recurso pode ser mais simples, se comandada por profissionais da área contábil.

Este artigo comprovará essa afirmativa. Fique conosco até o final!

Conciliação contábil: como é possível fazê-la?

Esse processo se utiliza de informações internas. São elas: 

A análise é referenciada por esses indicadores. Abaixo, vamos detalhar como é possível conseguir a conciliação contábil.

1. Mantenha o controle financeiro

É preciso que o seu financeiro esteja funcionando na mais perfeita condição.

Todos os mecanismos que norteiam esse setor devem estar rigorosamente em dia.

Tal cuidado evita erros e possíveis manipulações nos valores existentes em caixa.

2. Organize as contas bancárias

Organizar as contas a pagar favorece a organização dos documentos e o cumprimento dos prazos.

Se qualquer uma das despesas fixas for ignorada durante o lançamento, é provável que o seu documento apresentará problemas.

Separe as contas pessoais das profissionais, haja vista que a mistura das contas, além de desorganizar os processos, pode acarretar problemas fiscais.

Quanto mais organizadas as contas, mais assertiva será a análise.

3. Estipule o período de conciliação

Feito todo o processo de organização, é necessário definir em qual período a conciliação contábil ocorrerá.

Essa análise pode acontecer de forma:

  • Mensal;
  • Trimestral;
  • Semestral;
  • Anual.

O período vai ser estabelecido dependendo da necessidade e do desejo do gestor. Caso seja a primeira conciliação, não a realize de forma anual.

Serão muitas informações acumuladas e muito tempo destinado a essa função, logo isso poderá ser improdutivo para sua equipe.

As etapas precisam ser elencadas de forma organizada e separada.

4. Analise os valores

Neste momento, é preciso comparar os valores de forma sempre atenta aos detalhes que possam confundi-lo.

Os erros podem acontecer por parte da empresa ou por parte da instituição financeira. 

Por isso, é indispensável o uso do documento original na hora da comparação.

5. Corrija as incoerências

Este é o momento dos ajustes. Depois da análise, é possível que algumas informações não batam.

Identifique o erro e vá a fundo para entender a sua origem, bem como para evitar a reincidência.

Depois de seguir todos esses passos, é só encaminhar a documentação à contabilidade, que registrará as ações.

Nacional: nosso propósito é ajudar você a ter uma gestão cada vez mais eficiente!

A conciliação contábil é uma medida eficaz para manter o controle e a organização tributária de sua empresa. 

Esta ação serve como fonte de dados e como certificação de que as responsabilidades fiscais estão sendo cumpridas.

Para executar esse procedimento de forma inteligente, é necessário contar com o suporte de profissionais da área contábil.

As orientações e os direcionamentos devem partir deles – que, com toda a experiência adquirida, vão dar andamento ao processo.

Além disso, a terceirização contábil pode se responsabilizar pelas diversas burocracias de seu negócio, deixando mais tempo livre para você se dedicar às vendas.

Ainda tem dúvidas sobre conciliação bancária? Então clique no ícone do WhatsApp e fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

Realizar o procedimento de conciliação bancária de forma inteligente!

Descubra Agora O Por Que Nao Analisar Suas Transacoes Financeiras Pode Causar Um Grande Desperdicio De Capital Blog (1) - Nacional Contabilidade

Analisar suas transações financeiras – qual a importância?

Descubra agora por que não analisar suas transações financeiras pode causar desperdício de capital

Realizar uma boa análise de suas movimentações financeiras é fundamental para garantir sucesso em seu negócio

Se você quer obter lucro para o seu negócio, então precisa investir tempo para analisar suas transações financeiras. 

Afinal, por meio dos resultados obtidos é possível perceber se a sua empresa está no caminho certo para o sucesso ou se há riscos para o seu negócio. 

Sendo assim, uma boa gestão consiste em tomar decisões que tenham como base a realidade da sua empresa; por isso, analisar os resultados é tão importante. 

Quer aprender mais sobre esse assunto? Então continue lendo o texto abaixo com bastante atenção! 

Analisar suas transações financeiras: conheça 3 benefícios para o seu negócio

Todo gestor precisa de informações atualizadas e consistentes sobre a sua empresa, pois só assim ele conseguirá tomar decisões mais acertadas. 

Em detrimento disso, é importante que uma equipe especializada assuma essa responsabilidade para saber como estão os negócios. 

Afinal, muitos são os benefícios que a ação de analisar suas transações financeiras pode trazer para o seu negócio.

Veja agora os 3 principais e como eles podem trazer resultados satisfatórios:

Aumento dos lucros

Esse é um dos maiores benefícios que podem ser obtidos pelo gestor que toma a iniciativa de analisar suas transações financeiras. 

Os resultados obtidos serão usados para a tomada de decisões mais acertadas, permitindo maior economia e maior crescimento.

Além disso, é possível perceber quando as vendas não estão trazendo os resultados esperados. 

Dessa forma, é possível traçar estratégias que possam aumentar as vendas e consequentemente os lucros. 

Elaboração de um plano estratégico eficaz

A fim de elaborar um plano de ação, é preciso obter informações concretas e atualizadas sobre a real situação do seu negócio. 

Ao analisar suas transações financeiras, você poderá conhecer a realidade do seu negócio e, assim, traçar estratégias eficazes.

Elas terão como base o resultado da análise. Ou seja, se está tudo bem, é hora de pensar em crescimento. 

Se as vendas não estão boas, essa é a oportunidade de traçar estratégias para mudar a situação. 

A eficácia do plano de ação se torna muito maior, uma vez que ele foi baseado nos resultados da análise das transações financeiras. 

Maior controle sobre as finanças da empresa

Um empreendedor que não conhece a real situação das finanças de sua empresa corre o risco de se perder com as contas. 

Os erros mais comuns são:

  • Gastos excessivos;
  • Produção desnecessária;
  • Ausência de um plano de vendas;
  • Dívidas fora do controle;
  • Dificuldade em manter o pagamento dos tributos em dia.

Se esses erros não forem corrigidos o mais rápido possível, a empresa começa a perder sua capacidade de sobrevivência.

O resultado pode ser a dificuldade para manter as contas em dia e consequentemente a falência. 

Não há forma mais eficaz de manter o controle sob as finanças da sua empresa, se não por meio de uma boa análise financeira.

O que você está esperando para analisar suas transações financeiras?

Se você é um gestor, então certamente sabe da necessidade de manter as contas em dia. 

Portanto, analisar suas transações financeiras é o caminho para conseguir informações concretas a fim de tomar decisões. 

Sem contar que se torna possível pensar em estratégias para mudar a realidade do seu negócio, aumentando as vendas e, também, o lucro.

Diante disso, não perca mais tempo, promova a análise das transações financeiras da sua empresa e tenha muito mais tranquilidade para gerir o seu negócio.

Uma contabilidade pode te ajudar nessa tarefa!

Como mencionamos, contar com o suporte de profissionais para realizar essa tarefa é fundamental para obter resultados ainda mais efetivos.

Portanto, não perca mais tempo e entre em contato conosco, da Nacional, para saber mais sobre as formas como um serviço contábil pode colaborar para o sucesso do seu negócio.

Até logo!

Garantir sucesso em seu negócio

SAIBA COMO UTILIZAR O PODER DA GESTAO CONTABIL PARA OTIMIZAR OS SEUS LUCROS - POST (1)

Como utilizar o poder da gestão contábil para otimizar lucros?

Saiba como utilizar o poder da gestão contábil para otimizar os seus lucros

O poder da gestão contábil possui papel importante e direto nos resultados apresentados por uma empresa

Infelizmente, muitos empresários desconhecem o poder da gestão contábil.

Essa negligência atrapalha no cálculo de impostos, na criação de guias de recolhimento e até na organização da folha de pagamento. 

Afinal de contas, essas ações fazem parte do dia a dia das estratégias para que as empresas se consolidem no mercado. 

A gestão será responsável por ações desde o cálculo de impostos ao cumprimento da legislação, podendo também cuidar da escritura, do regime tributário e dos valores de despesas, de receitas e de lucro.

Essa gestão contábil usa de mecanismos que reúnem todos os dados financeiros da empresa para criar relatórios com todas as informações que contribuem para a tomada de decisões.

Vamos saber mais da importância da gestão para otimizar seus lucros!

O poder da gestão contábil

O poder da gestão contábil pode não apenas concluir tarefas no prazo e da forma mais eficiente possível.

Ela também melhora o desempenho de toda a empresa em termos de finanças e de gestão, afinal, a contabilidade lida com informações estratégicas, identificando oportunidades e tomando decisões.

Portanto, a gestão contábil tem a ver com:

  • Melhora da gestão de estoque;
  • Controle de compras mais eficiente;
  • Estruturação de todo o fluxo de caixa;
  • Domínio sobre as contas a pagar e a receber;
  • Alteração da estrutura legal da empresa.

Sendo assim, o poder da gestão contábil poderá fornecer informações relevantes para a tomada de decisões. 

A área da contabilidade é a área em que as atividades da empresa são desenvolvidas corretamente no âmbito da regulamentação. 

O controle das finanças da empresa é realizado de forma mais estruturada, o que não só contribui para as perspectivas do negócio, mas também para o planejamento de receitas e de despesas. 

De acordo com o relatório contábil, sua empresa terá mais facilidade de acesso às linhas de crédito.

Isso se dá porque a contabilidade controlará quanto investimento é necessário para manter o crescimento saudável da empresa.

Outro fator importante sobre o poder da gestão contábil é a transparência dos dados aos colaboradores e aos parceiros da empresa. 

Assim, relatórios e dados divididos por setor mostram o escopo do negócio, além de metas e de objetivos para os próximos meses ou anos. 

A gestão simplificará o processo de planejamento financeiro, o orçamento comercial e o monitoramento de lucros e de despesas corporativas. 

Contas atualizadas, organizadas e planejadas irão gerar maior confiança na obtenção de empréstimos para a empresa, facilitando, assim, esse processo. 

Além disso, dá aos empresários mais confiança na capacidade da empresa de gerar lucros.

Ter uma boa reputação em seu segmento de mercado é essencial para o crescimento e para o sucesso da empresa.

Otimizando lucros com a gestão contábil

O poder da gestão contábil permite, então, que os gerentes avaliem os principais dados financeiros de seus negócios, como, por exemplo, todas as entradas e todas as saídas.

A gestão simplificará o processo de planejamento financeiro, de orçamento comercial e de monitoramento de lucros e de despesas corporativas. 

Dessa forma, há menos oportunidades de ficar sem dinheiro para pagar as contas e tal poder, também, facilita a obtenção de lucros maiores.

Gostou? Entre em contato ainda hoje e conheça nossos serviços.

QUERO ENTRAR EM CONTATO!