Entenda Como Gerir Suas Transacoes Comerciais De Forma Impecavel Blog - Nacional Contabilidade

Transações comerciais: saiba como ter controle

Transações comerciais: descubra como tomar as rédeas das suas e evitar problemas financeiros!

Confira dicas valiosas para ter máximo controle sobre as suas transações comerciais

As transações comerciais são operações realizadas entre duas ou mais pessoas ou empresas com o objetivo de vender um produto ou um serviço.

Como forma de pagamento pelos bens e pelos serviços, é oferecida uma determinada quantia em dinheiro.

Se você é um empresário, sabe da importância de acompanhar de perto todas as transações do seu negócio para garantir uma gestão eficiente.

Sendo assim, se você quer aprender 3 dicas para assumir o controle de vez das transações comerciais da sua empresa, leia o texto abaixo com bastante atenção para saber mais.

Transações comerciais: 3 dicas para assumir o controle de vez

A fim de manter um controle preciso sobre as transações comerciais, algumas dicas são valiosas, por isso falaremos sobre 3 delas a seguir. 

Assim, você poderá aplicá-las em sua realidade e evitar problemas em seu negócio!

1 – Mantenha o controle sobre todas as vendas

É muito importante que o gestor mantenha um registro de todas as suas transações comerciais. 

Essa é uma forma de identificar as despesas e também o lucro de suas vendas.

Em detrimento disso, tenha o cuidado de fazer os seguintes registros:

  • Vendas efetuadas; 
  • Impostos; 
  • Dados do cliente; 
  • Valor;
  • Formas de pagamento. 

Faça os devidos cálculos para saber que as suas transações estão sendo lucrativas. Caso seja negativo, é importante mudar a estratégia. 

Além disso, ao fazer o registro de suas vendas, você consegue mensurar detalhes importantes, tais como a situação do seu estoque. 

Estoque cheio é sinônimo de dinheiro parado; portanto, criar promoções para aumentar as vendas pode ser uma ação bastante lucrativa. 

2 – Conheça bem o seu público-alvo

As transações comerciais só vão lhe trazer os resultados esperados se você, de fato, conhecer o seu público-alvo

Por isso, é importante definir o seu nicho de mercado. Denomina-se nicho o grupo de pessoas com necessidades que ainda não foram completamente atendidas.

Se você conseguir por meio de seu produto ou de seu serviço atender a essa necessidade, há muito mais chances de fidelizar seus clientes. 

No entanto, para oferecer a solução é preciso conhecer as necessidades, os anseios e os hábitos de consumo do seu nicho. 

Invista tempo e recursos para obter essas informações, pois, com certeza, será muito mais fácil criar estratégias de vendas mais eficazes. 

3 – Invista em sua equipe de vendas

O maior patrimônio que uma empresa tem são seus colaboradores, por isso eles merecem total atenção. 

Seja um real motivador do sucesso de sua equipe, acompanhe de perto o desempenho de cada integrante, fique atento às suas necessidades e ofereça capacitação para que todos estejam cada vez mais preparados para as vendas. 

Lembre-se que colaboradores desmotivados e insatisfeitos rendem pouco e podem trazer problemas para a sua empresa, inclusive atendendo mal os clientes, o que resultará diretamente na queda das vendas. 

Conclusão

As 3 dicas apresentadas acima podem parecer simples, no entanto elas fazem parte de uma boa gestão de suas transações comerciais. 

Se você é um líder e quer promover o crescimento do seu negócio, não tem como negar a importância delas. 

Monitorar as vendas, conhecer bem o seu público e investir na sua equipe são iniciativas que vão mudar a realidade da sua empresa. 

Tome as rédeas da situação, assuma de fato o controle e tenha muito mais retorno do que imagina. 

Se precisar de ajuda para manter a gestão contábil e tributária do seu negócio, entre em contato conosco clicando aqui.

Ter controle da suas transações comerciais

DESCUBRA AGORA QUANTO CUSTA CONTRATAR FUNCIONARIOS PARA A SUA MICROEMPRESA - POST

Contratar funcionários para microempresa – quanto custa?

Saiba quanto custa contratar funcionários para sua microempresa

Descubra quanto custa contratar funcionários e aumente a equipe da sua microempresa

Quando uma empresa pensa em contratar funcionários, podemos pensar nisso como um sinal positivo, ou seja, sinal de crescimento. 

Mas ainda assim, muitas pessoas não têm a mesma visão e podem acreditar que os colaboradores atuais não estão se dedicando o suficiente ou então, se apegam ao custo de um funcionário.

Contudo, a contratação de um funcionário, ainda mais quando ele é treinado, é uma forma de obter capital rentável, sendo assim, o valor a ser pago é válido. 

No entanto, não podemos fingir que a contração não tem um custo e por isso falaremos agora um pouco mais sobre ele.

Por isso, fique conosco e tenha uma boa leitura!

Custos de contratar funcionários

Quando uma empresa tem um bom planejamento estratégico, investimentos do gênero são inclusos nos valores financeiros, junto dos investimentos.

Nesse sentido, quando se refere ao assunto de contratar funcionários, isso é visto também como investimento da empresa, sendo assim, são valores que entram no plano de contabilidade da empresa, esse investimento também é visto como capital humano de lucros futuros.

Ter funcionários que dão ótimos resultados para a empresa, é algo positivo, e tudo que é pago pelo colaborador, deixa de pesar.

Pois bem! Vejamos agora alguns encargos que fazem parte da folha de pagamento!

Antes de elencar, fica a ressalva, que é preciso considerar os gastos diretos da contratação, que diz respeito aos benefícios do colaborador. 

Como também custo que são indiretos, ou seja, valores pagos ao governo, que são encargos exigidos pela própria lei.

Contratar funcionários e todos os seus custos

Contratar funcionários pode parecer algo simples, ou até mesmo fácil, mas no papel não é bem assim, veja abaixo:

  • 13° salário;
  • Férias (1/3 constitucional);
  • Transporte;
  • Ajuda de custo;
  • Benefícios como plano de saúde, odontológico;
  • Seguro de vida;
  • Faltas e afastamentos;
  • Horas extras;
  • Contribuição previdenciária;
  • Ajustes salariais;
  • Alterações e quebras de contratos.

Dentro dessa perspectiva, muitas empresas se esforçam para fugir desses custos, optando pela contratação de estagiários.

Onde os custos, a princípio, parecem menos, no entanto, com o passar do tempo a empresa precisa contratá-lo ou dispensá-lo. 

Dessa forma as empresas passam a ter duas opções: efetivar o estagiário e ter os custos citados anteriormente ou perder a experiência dele, o dispensando e contratando outro.

Com todos esses encargos e percentuais, a contratação de funcionários chega a ser, por vezes, o dobro do salário recebido.

Por isso, é muito importante que a empresa tenha um orçamento bem estruturado. 

Os detalhes para contratar funcionários não acabam por aqui…

A contratação de funcionários não é nada fácil no que diz respeito a valores, porque caso a empresa não tenha estrutura, pode estar dando início a um futuro prejuízo financeiro, por causa dos custos não calculados que deveria ser feito antes. 

Lembrando que os valores devem ser calculados de acordo o regime tributário que a sua empresa está inserida: 

  • Simples Nacional;
  • Lucro Real;
  • Lucro Presumido.

Sendo assim, não considere apenas o salário bruto do colaborador, mas também os gastos com benefícios, transportes, auxílio, taxas e impostos cobrados, além dos gastos em treinamentos para os funcionários. 

Uma contabilidade pode te ajudar!

Para lidar com todos esses custos referentes à contratação de funcionários, basta contar com o suporte de uma contabilidade.

Nós, podemos te ajudar a encontrar a parceria perfeita para a sua microempresa e garantir o sucesso que você merece.

Por isso, não perca mais tempo e entre em contato conosco agora mesmo! Estamos te aguardando!

QUERO ENTRAR EM CONTATO!