De Fim As Duvidas Sobre O Emissor De Cupom Fiscal E Garanta A Conformidade Do Seu Negocio Blog - Nacional Contabilidade

Emissor de cupom fiscal: esclareça suas dúvidas

ECF (emissor de cupom fiscal): suas dúvidas terminam aqui!

Entenda do que se trata o ECF e conheça os aspectos indispensáveis sobre o assunto

Você já ouviu falar no Emissor de Cupom Fiscal?

Consiste em um equipamento de automação comercial que emite documentos fiscais.

Além disso, ele faz todos os controles dos valores referentes a operações de circulação de mercadorias ou a prestações de serviços. 

Esse documento se faz necessário se seu comércio exerce uma atividade de venda, de revenda de mercadorias ou de prestação de serviços, em que o comprador ou o tomador seja pessoa física ou jurídica não contribuinte do imposto estadual.

Convido você a saber mais no texto a seguir e a, assim, sanar suas dúvidas, veja só!

Emissor de Cupom Fiscal: entenda como funciona

Um Emissor de Cupom Fiscal, como já sabemos, trata-se de uma máquina de automação comercial com capacidade de emitir documentos fiscais

Com isso, além de ser um instrumento de gestão da empresa varejista, ele é um instrumento de controle fiscal de interesse do Fisco.

Nesse sentido, deverá seguir as regras estabelecidas na legislação do ICMS.

Essa impressora fiscal será incumbida de emitir os documentos fiscais originados de transações comerciais, seja de mercadorias ou de serviços. 

Para tal feito, o equipamento deverá ser integrado ao sistema que faça a transmissão e a coleta dos dados, o Programa Aplicativo Fiscal (PAF).

O emissor de Cupom Fiscal não carece de uma conexão com a internet para que seja realizado o armazenamento dos dados obtidos em uma transação comercial.

Esse repasse de dados para a SEFAZ é feito pelo programa (PAF) ou por meio de uma conexão com o software de gestão presente na empresa, que fornece o SINTEGRA/SPED.

Saiba que, em uma empresa, o ECF desempenha um papel de extrema importância na hora de comprovar as transações comerciais, visto que ele mostra os dados para o controle da empresa, como relatórios gerenciais, ajudando na hora de controlar os impostos e a movimentação financeira do negócio.

E quando se fala em impostos, o Emissor de Cupom Fiscal é fundamental para evitar a sonegação de impostos sem o conhecimento do varejista.

Afinal de contas, ele exerce um papel fazendo com que todas as vendas aconteçam de acordo com as regulamentações da SEFAZ, reduzindo, assim, a possibilidade de autuações e de multas para as empresas, contando com três tipos de equipamentos:

  • Máquina Registradora (ECF-MR), é independente, dotada de teclado e de mostrador próprios;
  • Impressora Fiscal (ECF-IF), funciona como periférico de um computador;
  • Terminal Ponto de Venda (ECF-IF), que reúne em um único sistema o equivalente a um ECF-IF e o computador que o controla.

Conclusão

O Emissor de Cupom Fiscal consiste em uma impressora de cupom fiscal que deve ser utilizada pelos empresários para fazer a emissão do CF-e, conhecido como NFC-e.

Você irá encontrar dois tipos de aparelhos: impressora fiscal térmica (ECF) e a não fiscal. 

Normalmente, o cupom fiscal é utilizado comumente por redes de comércio varejista, entretanto, vale ressaltar que todas as empresas podem utilizá-lo.

Para que tudo ocorra dentro dos conformes legais, é recomendável que você entenda qual o tipo de Cupom Fiscal pode ser emitido na região do seu negócio.

Afinal, em algumas regiões, só é possível realizar a emissão do documento por meio de impressora de cupom fiscal que opera juntamente com o SAT. 

Gostou? Entre em contato ainda hoje e conheça nossos serviços.

Entrar em contato e conhecer outros serviços!