AQUI ESTA O QUE VOCE NAO SABE SOBRE ABRIR UMA EMPRESA LOCAL SEM PRECISAR ESTOURAR SEU ORCAMENTO - POST

Como abrir uma empresa local sem estourar o orçamento?

Aqui está o que você não sabe sobre abrir uma empresa local sem precisar estourar seu orçamento!

Abrir uma empresa local pode ser o primeiro passo de muitos rumo ao sucesso!

Para abrir uma empresa local com tranquilidade, recorra aos recursos que já possui.

Começar um empreendimento exige investimento em muitos aspectos, o que pode ser bastante oneroso.

Os custos, às vezes, podem ser bastante desanimadores se o empreendedor precisa começar do zero.

As vantagens de investir em um negócio local é que você poderá recorrer a alternativas econômicas ao seu alcance.

Ao contrário do que muitos acreditam, isso não compromete a autonomia e o mérito do novo negócio. 

Fazer um planejamento abrangente que inclua a previsão de gastos essenciais e um levantamento dos recursos disponíveis é o ponto de partida.

Para saber mais sobre abrir uma empresa local, continue a leitura deste artigo.

4 estratégias e soluções para abrir uma empresa local com economia

Para abrir uma empresa local com economia, recorra a um plano estratégico.

Planejamento

Fazer o levantamento de insumos disponíveis e de gastos essenciais é um aspecto que deve ser considerado com atenção.

Não há motivo para comprar balança nova se você guarda uma em bom estado no armário.

Prepare uma lista de tudo que necessita para começar e exclua o que não precisará adquirir.

Reúna o que possui, avalie e converta em cifras, considere como capital social. 

Formalize suas atividades

Formalizar atividades em todos os aspectos é de grande valor e evita problemas a curto, médio e longo prazo.

Isso vale para sociedades, parcerias, capital social, patrimônio e contratação de pessoal.

Estabeleça metas de desenvolvimento e contenção de gastos

Não é o processo de abertura e de legalização da empresa que consome todas as suas economias, mas essa despesa continua sendo necessária.

A princípio, eventualmente, você necessitará de uma reserva ou de uma fonte alternativa para se manter até obter lucros.

Seria ingenuidade ignorar isso, além da necessidade de se pensar no capital de giro.

Endereço comercial

Seu endereço comercial deve ser cuidadosamente escolhido e promissor.

Se pertence a terceiros, cuide do contrato de locação, isso lhe dará segurança e evitará surpresas com o locador.

Imagine-se com um negócio em ascensão e o proprietário fazendo outros planos para o imóvel: poderia ser desastroso.

Atualmente, a legislação permite o uso de endereço residencial para abrir uma empresa, mas há restrições para apartamentos e condomínios.

Nesse caso, é preciso consultar a convenção que dita as regras e orienta o uso do imóvel pelos proprietários e moradores.

Além disso, há outras questões que exigem atenção: 

  • Contas bancárias exclusivas;
  • Fornecedores;
  • Assessoria contábil;
  • Emissão de notas fiscais;
  • Endereços eletrônicos;
  • Marketing.

Conclusão

Para abrir uma empresa local, é importante conquistar boa aceitação e reputação junto à clientela.

Se o empreendedor conta com postura correta, possui imagem conhecida e confiável, emprestará essa visão ao seu negócio.

O empreendimento que tiver uma boa reputação despertará interesse e, no mínimo, curiosidade.

O respeito e as boas referências despertam boa disposição entre fornecedores e clientela potencial.

Se você reúne os pré-requisitos mínimos ou possui liderança e perfil de um bom gestor, está na hora de empreender.

Fale com um de nossos consultores, estamos preparados para ajudá-lo a encontrar soluções econômicas e viáveis para abrir uma empresa local.

QUERO ENTRAR EM CONTATO!

CONHECA AS DIFERENTES NATUREZAS JURIDICAS ANTES DE ABRIR SUA EMPRESA - POST

Abrir uma empresa: conheça as naturezas jurídicas

Conheça agora as diferentes naturezas jurídicas, antes de abrir a sua empresa!

Para abrir uma empresa de forma legal, é preciso conhecer as diferentes naturezas jurídicas

Para abrir uma empresa, é importante conhecer os principais tipos de naturezas jurídicas do Brasil: EI, EIRELI, Sociedade Limitada e Cooperativa. 

A classificação da natureza jurídica de uma empresa é o que permite aos órgãos públicos o enquadramento fiscal correto. Além disso, o planejamento tributário, direitos e deveres estão ligados a essa definição e precisam se pautar por ela.

Dessa classificação, caracterizam-se as leis de restrição correspondentes e os programas de incentivos que contemplam o tipo jurídico escolhido.

Abrir um negócio não precisa ser motivo de estresse além do comum, basta contar com a assessoria competente.

Vai abrir uma empresa e precisa saber mais? Leia as informações do artigo.

Como abrir uma empresa e definir natureza jurídica

Abrir uma empresa gera preocupação, mas é possível simplificar o processo.

O máximo de conhecimento sobre as questões burocráticas pode ser o diferencial nas tomadas de decisões práticas para o empreendimento. 

O importante é seguir o passo a passo orientado por um profissional competente e definir corretamente a natureza jurídica do negócio.

Informar-se, analisar as opções também são aspectos fundamentais para começar bem no mercado.

As etapas para abrir uma empresa são básicas e pedem a assistência de um contador. Incluem:

  • Contrato Social; 
  • Registro na Junta Comercial;
  • Alvarás;
  • Inscrição Estadual;
  • Licenças e inscrições nos órgãos de regulação.

Vai abrir uma empresa? Escolha a natureza jurídica adequada!

Conhecer os tipos de natureza jurídica existentes no Brasil é essencial para compreender o universo dos empreendimentos:

  • Empresário Individual (EI): o empresário individual atua como pessoa física, não faz distinção entre seus bens e os da empresa e não possui CNPJ;
  • Empresário individual de responsabilidade limitada (EIRELI): contempla diversas áreas de atividade, é de origem recente, 2011, e oferece liberdade para escolher a tributação conveniente;
  • Sociedade limitada: empreendimento realizado por duas ou mais pessoas, descrito no contrato social, que inclui atos constitutivos, operação, normas e capital social;
  • Cooperativa: reúne pessoas com interesses e habilidades em comum para empreender e obter vantagens econômicas e financeiras.

Há distinção entre a natureza jurídica e o porte que classifica as empresas pelo faturamento em: MEI, ME e EPP.

Todas as decisões devem basear-se em informações pontuais sobre a empresa, ou seja, porte e capital social investido.

É importante compreender que os diferentes aspectos se relacionam e que natureza jurídica, capital social e o porte podem ser modificados.

De acordo com evolução do empreendimento, o MEI pode tornar-se uma Microempresa, pois o tipo jurídico pode ser alterado sem complicações.

A assessoria contábil eficiente orienta o empreendedor para decidir de forma conveniente sobre todos os quesitos.  

Um contador pode te ajudar!

Existem muitos detalhes técnicos e burocráticos que precisam ser considerados na hora de abrir uma empresa.

Por isso, o conhecimento de um contador experiente auxilia o empreendedor a definir o tipo jurídico e o porte de seu empreendimento.

Esse conhecimento é valioso para organizar a empresa nos aspectos fiscais, financeiros e nas possibilidades de contratação de pessoal.

Além de assistir e ajustar sua empresa aos moldes que se encaixa, um profissional irá ajudá-lo a gerenciar seus empreendimentos com êxito.                          

Conheça nossa equipe e peça uma consultoria técnica agora para abrir uma empresa.

QUERO ENTRAR EM CONTATO!