Entenda De Uma Vez Por Todas O Que E A Margem De Contribuicao E Como Calcular Blog (1) - Nacional Contabilidade

Margem de contribuição: entenda como funciona e o cálculo

Você não precisa sofrer para entender a margem de contribuição!

Entenda como lidar com a margem de contribuição da forma adequada, realizando o cálculo corretamente

Compreenda sua margem de contribuição e verifique se sua empresa dá lucro depois de cobrir despesas e custos!

Grande parte dos empreendedores tem dificuldades em determinar sua margem de contribuição na prática e com segurança.

Vejamos alguns conceitos relacionados ao assunto:

Margem: todo o valor capaz de cobrir, ou seja, de abranger seus custos e suas despesas variáveis; a saber, todos os gastos embutidos no produto.

Contribuição: valor de entrada gerado pela negociação de produtos e ou de serviços.

Assim, margem de contribuição é uma espécie de lucro bruto, do qual se deve ainda subtrair custos e despesas variáveis.

Saiba um pouco mais a seguir – basta prosseguir com a leitura, pois vamos analisar todos os pontos importantes.

Descubra a fórmula de composição de sua margem de contribuição

Tomando os componentes a seguir e atribuindo-lhes valores, é possível montar a equação simples para calcular a margem de contribuição.

MC – Margem de Contribuição;

PV – Preço de Venda;

CV – Custo variável do produto;

PV – CV = MC.

Subtraindo custos e despesas variáveis do preço de venda, encontraremos a margem de contribuição.

Obviamente, será necessário atribuir valor a todas as despesas para que os cálculos sejam precisos.

É muito comum o empreendedor ignorar algumas despesas e ter dificuldades em fechar a conta final, ou até mesmo em fechá-la abaixo do real.

Cortar despesas quando possível é estratégia eficaz para aumentar sua margem; ignorá-las, entretanto, é uma cilada. 

Margem de contribuição e o PEO

Após calcular corretamente a margem de contribuição, é importante definir o PEO, ponto de equilíbrio operacional.

O PEO corresponde ao volume de vendas necessário para zerar gastos e a partir do qual você começa a gerar lucros.

A partir do cumprimento dessa primeira meta, é possível estabelecer outras para atingir margens de lucros e crescimento.

Como ampliar sua margem de contribuição e aumentar os lucros? Considere algumas medidas:

  • Reduzir custos;
  • Rever preços;
  • Modernizar-se.

Quando a margem de contribuição for insatisfatória e após zerar gastos o lucro fica comprometido, é preciso reavaliar sua gestão, bem como é importante recorrer a estratégias capazes de gerar sustentabilidade ao negócio.

Para isso, o caminho é avaliar quais medidas poderão gerar impacto positivo, sendo que a primeira medida pode ser considerar a redução de custos, a contenção de desperdícios e o controle dos processos de produção.

Em alguns casos, será necessário reconsiderar os preços praticados. Quando o gestor acompanha a evolução do mercado, consegue impedir a defasagem dos preços e mantê-los competitivos.

Os intervalos adequados pequenos reajustes são bem tolerados, enquanto mudanças abruptas tendem a assustar os clientes.

Por último, a modernização – ou o investimento de tecnologia – pode ser a solução.

Conclusão

O gestor eficiente precisa estar sempre atualizado para simplificar seu trabalho.

Conhecer boas estratégias contábeis e administrativas permite maior controle das operações empresariais.

Para garantir maiores e melhores resultados, a prática diária e o conhecimento são os melhores recursos, por isso saber calcular, monitorar e regular as margens de contribuição se referem a uma exigência mínima nas negociações. 

Perder o controle ou errar nos cálculos pode custar a saúde financeira de seu empreendimento.

Precisando de consultoria para compreender melhor as questões relacionadas à margem de contribuição, nossa equipe está ao seu alcance para assessorá-lo. Contate-nos!

Lidar com a margem de contribuição da forma adequada

Classifique nosso post post

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *