Tudo O Que Voce Precisa Saber Sobre O Pro Labore Blog - Nacional Contabilidade

PRÓ-LABORE: MITOS E VERDADES

Tudo o que você precisa saber sobre o pró-labore!

Organizar a folha de pagamento e definir o pró-labore são demandas básicas de toda empresa.

Para que a empresa funcione adequadamente, a equipe administrativa e os sócios precisam ser incluídos corretamente no orçamento.

Independente do investimento do sócio, seu trabalho deve ser remunerado de modo justo e alinhado à média de mercado.

Ademais, os sócios precisam manter seus gastos comuns de forma autônoma e independente do empreendimento. Para isso, precisam preservar sua fonte de renda salarial.

Saiba mais sobre como lidar com o pró-labore de forma sensata e como beneficiar sua empresa com práticas corretas.

Como o pró-labore deve ser tratado

O pró-labore difere essencialmente dos salários dos funcionários e deve ser visto como despesa operacional para manter o empreendimento.

Há diferenças básicas entre o pró-labore e os demais salários da folha. Este não precisa incluir necessariamente FGTS, décimo terceiro salário e férias, como os contratos regidos pela CLT.

O pró-labore é a justa remuneração do trabalho administrativo realizado pelo sócio.

Além de receber seu salário, o beneficiário receberá, ainda, sua parcela de participação nos lucros. 

Quando essas questões são acordadas e descritas no Contrato Social, isso permitirá que sejam vistas com clareza e analisadas racionalmente. 

Devidamente calculado o pagamento do sócio administrativo, suas despesas pessoais serão convenientemente distintas dos gastos da empresa.

Muitos problemas podem ser evitados através dessa forma de organizar as contas da empresa.

Além de contar como uma das boas práticas desejáveis de gestão, você evitará problemas com o Fisco.  

Ao contrário do que muitos acreditam, tal conduta é uma exigência legal, definida pelo decreto 3048/99 do Regulamento da Previdência Social.

Sobre o pagamento destinado ao sócio administrador, é feita a contribuição de 11% ao INSS para as empresas optantes pelo Simples Nacional. 

Para a empresa optante pelo Lucro Presumido ou pelo Lucro Real, esse percentual pode atingir até 31%.

Benefícios:

  • Aposentadoria pelo INSS;
  • Auxílio-doença;
  • Pensão por morte;
  • Licença-maternidade.

O pagamento do sócio administrador deve ser calculado e acompanhado pelo contador, que deverá gerar uma declaração de pró-labore.

Para satisfazer as exigências de instituições financeiras, quando necessário, o contador deverá preparar uma declaração, sendo ela conhecida como DECORE, Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos.

Atualmente, a DECORE é validada por um Upload para o CRC, que dá acesso a documentos os quais embasaram a declaração.

Tal exigência confirma a necessidade de se tratar cuidadosamente o pró-labore.

Conclusão

A fim de que seu negócio tenha fluxo natural e de que os gestores consigam controle real e eficiente sobre ele, não dispense essa prática.

A saúde financeira depende, em grande parte, do equilíbrio que esse tipo de organização proporciona.

A gestão eficaz exclui velhas práticas errôneas, que deixam brechas para condutas pouco eficazes.

O controle total de despesas é possível através do uso de mecanismos e de ferramentas de fácil uso que permitem o aprimoramento da gestão empresarial.

Seu pessoal do quadro administrativo tem sido tratado de forma adequada?

Está atento a essas e a outras questões que fazem parte das competências da empresa? Precisando de mais informações e de assessoria, contate-nos para orientá-lo.

CLIQUE AQUI E FALE JÁ COM OS NOSSOS ESPECIALISTAS PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Guia Completo Com Tudo O Que Voce Precisa Saber Sobre A Alavancagem Blog - Nacional Contabilidade

O QUE NINGUÉM LHE CONTA SOBRE ALAVANCAGEM

Guia completo com tudo o que você precisa saber sobre a alavancagem

Antes de mais nada, vale lembrar que a alavancagem é a forma de fazer uso de recursos específicos, como, por exemplo, das oportunidades que surgem e permitem que você aumente e intensifique todos os seus resultados.

Essa é uma palavra muito usada no mundo financeiro. E como isso aumenta os seus ativos!

Sendo assim, neste texto, nós iremos falar sobre como isso não apenas pode, mas como vai te ajudar a intensificar os seus resultados! 

Por isso, caro leitor, leia até o fim para descobrir o que ninguém lhe conta sobre alavancagem! 

Qual é a real proposta da alavancagem?

A real proposta da alavancagem tem a resposta explícita no seu próprio nome e no seu significado, alavancar. 

Primeiramente, vale endossar que a proposta de uma alavanca é sempre aumentar a força sobre um objeto. 

Nesse sentido, no que diz respeito ao mundo financeiro, ela tem a mesma utilidade. Isto é, a concessão da possibilidade de que, mesmo tendo uma quantia pequena, é possível conseguir grandes resultados, sejam eles grandes e significativos ou não.

Nesse viés, é possível notar como esse pode ser um ótimo meio para você conseguir excelentes valores. Afinal, quem não gosta de investir bem com pouco, não é mesmo? 

Por isso, é muito importante que você conheça um pouco mais sobre como utilizá-lo e sobre como, assim, conseguir fazer bom proveito do dinheiro que possui.

Quais são os modelos de alavancagem que existem?

O processo de alavancagem requer o uso de estratégias, afinal, assim como ele pode ser um fim muito lucrativo, o oposto também pode ocorrer, portanto tome os cuidados devidos e esteja sempre atento aos modelos existentes.

  • Alavancagem de prazo curto (day trade);
  • Alavancagem na venda a descoberto (short selling);
  • Alavancagem financeira;
  • Alavancagem operacional.

Cada uma delas apresenta um modo diferente de atuação, seja oferecendo diversas oportunidades a cada minuto, com o day trade (o que, aliás, tem se tornado algo muito comum, devido a alguns aplicativos voltados a esse conceito de alavancagem), seja  com o short selling (como, por exemplo, você vender parte do seu ativo e depois realizar uma compra dele quando estiver com baixo valor).

Estratégia: para não ter prejuízos com alavancagem

Não importa o processo que você está fazendo, se não tiver planejamento e estratégia, dificilmente o projeto vai para frente.

Por isso, aqui vão algumas dicas incríveis para te ajudar:

  • Estratégia pensada a médio e curto prazo;
  • Ter conhecimento do atual momento do mercado;
  • Não investir sem um planejamento;
  • Empréstimos;
  • Financiamentos;
  • Aluguel e até mesmo derivativos.

Essas são excelentes fontes de recursos para você investir na alavancagem com qualidade.

Lembre-se, esse processo tem o fim de permitir que você invista com pouco, sem muitos esforços.

Por isso, uma boa estratégia é essencial!

Conclusão

Fica clara a necessidade de ter um bom planejamento para não receber prejuízo! Por isso, fique atento. Tenha um bom planejamento a médio e longo prazo e, claro, esteja sempre atento a tudo que acontece no cenário atual do mercado.

Invista em alavancagem e conte conosco para aprimorar seus resultados.

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Veja Como As Certidoes Negativadas De Debito Podem Ser Um Risco Ao Seu Negocio Blog - Nacional Contabilidade

COMO SE LIVRAR DA DOR DE CABEÇA DAS CERTIDÕES NEGATIVAS DE DÉBITO

Veja como as certidões negativas de débito podem ser um risco ao seu negócio

As certidões negativas de débito é que vão viabilizar que uma pessoa ou empresa tenha seu nome limpo.

Da mesma forma que acontece com milhares de pessoas, além de honrar o nome, vantagens como conseguir crédito no mercado é possível. 

Ou seja, a Certidões Negativas de débito (CND) visa provar que a empresa ou bens móveis e imóveis não possuam débitos perante aos órgãos públicos, nem que existam ações civis, criminais ou federais. 

Esse documento possui vários subtipos, como por exemplo a certidão negativa de débitos tributários (federal, estadual e municipal); de protesto, de falência, etc.

A fim de evitar possíveis transtornos para você e seu empreendimento apresentamos neste post os principais problemas acarretados pela CND.

Quer aprender mais sobre ele? Continue lendo o texto abaixo com bastante atenção.

Como a CND pode oferecer prejuízos à sua empresa

Como o principal objetivo das certidões negativas de débito é atestar que não existem pendências em seu nome, sejam elas fiscais ou tributárias.

É por meio desse documento que o empreendedor consegue ter maior controle financeiro e tributário do seu empreendimento.

Consequentemente, problemas com inadimplências podem acarretar em problemas no caixa e consequentemente em todo orçamento empresarial.

Em outras palavras, com as certidões negativas de débito em dia, poderão ser evitados problemas relacionados à:

  • Órgãos governamentais;
  • Orçamento empresarial. 

Se você chegou até aqui e descobriu a importância da CND e deseja fazer sua emissão, precisa certificar-se de que tudo esteja regularizado, ou seja, sem pendências.

Como emitir as certidões negativas de débito?

Embora existam órgãos que só viabilizam a solicitação da CND de forma presencial, a maioria das entidades realiza a emissão por meio de sites.

Em ambos os casos, é preciso ter em mãos o CPF no caso de pessoas físicas, ou CNPJ no caso de pessoas jurídicas.

Essas certidões podem ser gratuitas ou pagas, a depender do órgão.

Como já dito, a emissão da certidão negativa de débito só será possível se não houver nenhum descumprimento das obrigações financeiras e fiscais.

Sendo assim, você precisará regularizar a situação para que tenha posse desse documento.

Vantagens proporcionadas pela CND

  • Comprovar a regularidade fiscal;
  • Possibilidade para participar de licitações;
  • Conseguir financiamentos de bancos públicos como o BNDES;
  • Conseguir melhorar a classificação do risco;
  • Expansão dos negócios.

Principais tipos de CND que são solicitadas

  • Certidão de Tributos Estaduais;
  • Certidão da Dívida Ativa do Estado;
  • Certidão de Tributos Municipais;
  • Certidão da Dívida Ativa Municipal.

Conclusão

Enfim, ao chegar até aqui você pôde entender a importância de manter em dia as obrigações fiscais e financeiras de sua empresa.

Que podem ser comprovadas pela certidão negativa de débitos e por meio dela vários benefícios podem ser conquistados por sua empresa.

Dentre elas a possibilidade de conseguir empréstimos em bancos públicos para conseguir expandir seu negócio.

Você também viu algumas das certidões que podem ser solicitadas e existem diversas outras, que podem ser apresentadas a você por um bom contador.

Portanto, se você deseja saber mais sobre as certidões negativas de débito e como estar em dia com as obrigações fiscais e financeiras para isso, faça contato hoje mesmo com um profissional de confiança.

CLIQUE AQUI E GARANTA QUE SEU NEGÓCIO ESTEJA EM DIA COM AS OBRIGAÇÕES FISCAIS E FINANCEIRAS!

Cuidado Sua Empresa Esta Perdendo Muito Dinheiro Blog - Nacional Contabilidade

CONFERÊNCIA DE CONTAS: SUA EMPRESA PODE ESTAR PERDENDO DINHEIRO

CUIDADO! Sua empresa está perdendo muito dinheiro…

Existe um criterioso conjunto de ações que são primordiais para manter a sustentabilidade financeira de uma empresa; uma delas é a conferência de contas.

Isso porque é por meio do controle do caixa que são conferidas todas as movimentações dos valores das receitas e das despesas.

Afinal, se a sua empresa não estiver obtendo lucros, que é o objetivo de toda empresa, é provável que a conferência de contas esteja sendo negligenciada.

A fim de apontar possíveis erros que sua empresa possa estar cometendo nesse âmbito, elaboramos este post.

Portanto, leia-o com bastante atenção a fim de poder identificar quais erros podem estar ocorrendo em seu empreendimento.

Para que serve a conferência de contas e quais os principais erros cometidos nessa tarefa?

Voltar o seu olhar de forma atenta aos números da sua empresa é fundamental e pode ser algo feito diariamente com a conferência de contas.

Assim, é possível identificar possíveis oportunidades de investimento, eliminar gastos desnecessários e conseguir descontos por pagamentos à vista, além de conquistar a confiança de seus colaboradores e de seus fornecedores. 

Contudo, essa não é uma tarefa fácil, principalmente para as pequenas empresas.

São atividades muitas vezes complexas, como fazer fluxo de caixa, realizar emissão de notas fiscais e boletos, bem como verificar quais as contas a receber e a pagar.

Ainda é preciso realizar a projeção de vendas e fazer a análise do faturamento.

De fato, são muitas coisas, não é mesmo? Por isso, o ideal é ter um profissional qualificado para auxiliar nesse trabalho.

Dessa forma, é possível evitar erros como:

  • Falta de gerenciamento do estoque;
  • Cometer erros nos cálculos de preços e na margem de lucro;
  • Fazer o fluxo de caixa de maneira incorreta;
  • Falta de investimento nos colaboradores da empresa;
  • Não diferenciar as contas pessoais das empresariais;
  • Não fazer o acompanhamento do desempenho da empresa;
  • Não ter acesso a um bom sistema de gestão.
  • Deixar de realizar o controle financeiro.

Manter uma rotina de cuidados e trabalhar de maneira profissional na conferência de contas são aspectos imprescindíveis para que esses erros sejam evitados. 

É isso que determinará a eficiência de uma boa gestão dos recursos financeiros de um empreendimento de sucesso.

Passos para a realização de uma conferência de contas eficiente

Agora que você já sabe quais os principais erros que minam a eficiência da conferência de contas da sua empresa, está na hora de reverter esse quadro.

Com a finalidade de que você possa conhecer os principais passos para isso, listamos, abaixo, dicas que você pode começar a colocar em prática hoje mesmo.

  1. Elabore um plano de negócios;
  2. Contrate um contador;
  3. Divida as contas pessoais e empresariais;
  4. Faça o fluxo de caixa;
  5. Corte gastos desnecessários;
  6. Use a tecnologia a seu favor;
  7. Confira o estoque regularmente;
  8. Invista bem o seu dinheiro.

Nacional: sempre ajudando você

Definitivamente, fazer uma conferência de contas eficaz é um trabalho bastante complexo, no entanto é essencial para o bom andamento da empresa.

Embora algumas ações como o controle de estoque e o fluxo de caixa possam ser feitas por seus colaboradores, outras dependem do conhecimento técnico de um profissional em contabilidade.

Dessa maneira, com auxílio específico, você terá a ajuda de alguém que realmente tem competência para te ajudar na gestão dos seus recursos financeiros, contribuindo para o melhor desempenho do seu negócio.

CLIQUE AQUI E TENHA AUXÍLIO PARA REALIZAR O PROCESSO DE CONFERÊNCIA DE CONTAS!

Cuidado Voce Pode Estar Processando Folha De Pagamento Errado E Isso Coloca Seu Negocio Em Risco Blog - Nacional Contabilidade

5 PIORES FORMAS DE PROCESSAR FOLHA DE PAGAMENTO QUE PODEM ESTAR ACABANDO COM SEUS NEGÓCIOS

Cuidado! Você pode estar processando a folha de pagamento errado, e isso coloca seu negócio em risco

A responsabilidade de reunir todas as informações, tanto do empregado quanto da empresa, é muito grande, por isso, para processar folha de pagamento, é fundamental amplo conhecimento e atenção.

Afinal, é a partir desse documento que são gerados os valores das remunerações, dos impostos, dos descontos e das bonificações dos trabalhadores. 

Dessa forma, é possível garantir que os colaboradores recebam corretamente seu salário sem atrasos e sem falhas. 

Para saber quais as formas que devem ser evitadas ao processar folha de pagamento a fim de evitar possíveis prejuízos à empresa, leia com atenção este post.

O que você precisa saber para processar folha de pagamento de maneira correta

Antes de mais nada, é preciso saber quais itens compõem esse documento tão importante para o desenvolvimento da empresa e qual a maneira adequada para processar folha de pagamento. Os itens que fazem parte de tal documento são:

  • Salário do colaborador;
  • Adicional noturno;
  • Insalubridade e periculosidde;
  • Comissões e bonificações;
  • Horas extras;
  • Controle de ponto;
  • Salário família;
  • Vale-refeição;
  • Vale-transporte;
  • FGTS;
  • Contribuição sindical;
  • Imposto de Renda.

A lista de itens que constituem a folha de pagamento é imensa; se pensarmos que eles estão relacionados a cada funcionário da empresa, torna-se um trabalho bem complexo.

Nesse viés, o profissional de RH, responsável por processar folha de pagamento, deve ser bem-qualificado e estar sempre atualizado em relação à legislação trabalhista.

Assim, serão evitados erros nesse processamento que podem contribuir para o mau desempenho do seu negócio.

Cálculo errado

Por menor que possa parecer o erro registrado no sistema, ele pode causar sérios danos ao processar a folha de pagamento.

É fundamental, portanto, que, antes de gerar a folha de pagamento, cada informação seja conferida .

Pelo fato de muitos dos percentuais incidirem diretamente sobre a remuneração dos colaboradores, erros de cálculo podem ser cometidos.

 Erros referentes ao cálculo de horas extras ou a adicionais e a bonificações, por exemplo, podem prejudicar a remuneração do funcionário.

Deixar de atender corretamente à legislação trabalhista

Tão importante quanto a situação dos colaboradores, é fundamental estar atento às alterações das legislações fiscal e trabalhista. 

Por esse motivo, é importante acompanhar constantemente essas mudanças e evitar que essa desatenção acarrete problemas trabalhistas e pagamento de multas.

Desconsiderar possíveis mudanças na empresa

De fato, é difícil acompanhar a situação de cada funcionário da empresa.

Contudo, estar atento a mudanças de cargo, ao retorno de licença-maternidade, a benefícios e a desligamentos vai permitir que, ao processar folha de pagamento, não haja erros.

Erros na previsão de custos

Esquecimento na previsão de gastos, como bônus, premiações e 13º, podem causar muitos transtornos para o seu negócio. 

Imagina precisar recorrer a empréstimos para arcar com os custos gerados pelos erros na folha de pagamento.

Ponto manual e planilhas de controle

Mesmo com a facilidade de acesso aos meios tecnológicos, ainda é comum a utilização de planilhas e de registros manuais, que são as principais causas de erros nas folhas de pagamento (por ser um processo exaustivo para o RH).

Nacional: sempre com você

Finalmente, se você deseja otimizar os processos a fim de processar folha de pagamento adequadamente e de evitar contratempos para sua empresa, deve seguir algumas orientações.

Padronizar a estrutura de cargos e de salários, identificar possíveis problemas na gestão e manter os dados sempre atualizados… Isso tudo é o início de uma trajetória de sucesso para o RH e para a empresa como um todo.

Afinal, problemas na folha de pagamento de um único funcionário podem gerar sérios problemas como causas trabalhistas.

Investir na capacitação do seu RH é assegurar a saúde financeira de toda a empresa.

CLIQUE AQUI E TENHA AUXÍLIO PARA PROCESSAR AS FOLHAS DE PAGAMENTO!

Voce Deseja Operar Com Lucro Liquido Leia O Artigo Que Preparamos E Saiba Como Isso E Possivel Blog - Nacional Contabilidade

5 coisas que estão impedindo sua empresa de operar com lucro líquido

Conheça aspectos que podem estar impedindo sua empresa de operar com lucro líquido nesse exato momento.

Você está com dificuldades de operar com lucro líquido? A causa podem ser esses cinco motivos que separamos em nosso artigo!

De fato, um dos principais objetivos da empresa é operar com lucro líquido.

Dessa forma é possível realizar novos investimentos, além de contribuir para o desenvolvimento geral do negócio.

Possibilitando ainda que a empresa se mantenha ativa, produzindo maior empregabilidade.

No entanto, alguns fatores impedem que a empresa possa operar com lucro líquido e é sobre eles que falaremos nesse post.

Por esse motivo, faça a leitura de forma atenta, buscando absorver o máximo de informações que possam ser utilizadas para o melhor desempenho de sua empresa.

Operar com lucro líquido: por que a lucratividade e rentabilidade são pautas constantemente abordadas pelas empresas?

Certamente que para o desempenho de uma empresa ser considerado saudável, ela precisa operar com lucro líquido.

Ou seja, o lucro gerado pela empresa deve não só beneficiar seus sócios e gestores, mas toda a sociedade à sua volta, sejam colaboradores e fornecedores, por exemplo.

Estar no controle de todos os números e índices que representam seu negócio, é uma das funções de um bom gestor.

Nesse sentido, ele deve saber cruzar, identificar e analisar todos os dados para assim indicar se a situação da empresa está positiva ou negativa. 

Sendo assim, é essencial que saiba sobre a lucratividade e a rentabilidade da empresa.

É a lucratividade que mostra se as vendas da empresa são suficientes para pagar seus custos e despesas, gerando assim lucro para seu empreendimento.

Apresentada por meio de percentuais facilita a comparação com outras empresas, inclusive de segmentos diferentes.

Em contrapartida, com a rentabilidade é possível avaliar o retorno de investimentos a longo prazo realizados pela empresa.

Para que você saiba se a empresa opera com lucro líquido, deve pegar as entradas (receita de vendas e financeira) e retirar as saídas (impostos, devoluções e abatimentos). 

São os índices de lucro, lucratividade e rentabilidade que irão determinar o sucesso da empresa.

Contudo, existem alguns fatores que impedem que a empresa possa operar com lucro líquido, dos quais falaremos agora.

Preços baixos

Embora seja uma estratégia louvável para atrair clientes, essa atitude pode causar um efeito contrário e prejudicar a lucratividade. 

Evidentemente que o produto precisa ser atrativo, porém, devem ainda suprir todas as despesas da empresa.

Portanto, para valorizar o produto o seu preço deve estar de acordo com o que ele vale.

Gastos desnecessários

A fim de exaltar os bons resultados de sua empresa, os gestores erram ao realizarem investimentos que poderiam ser feitos no futuro e acabam comprometendo as finanças da empresa.

Por isso é tão importante avaliar quais gastos são realmente necessários daqueles que podem ser deixados para depois.

Vendas a prazo

Por não ser possível garantir que seus clientes possam arcar com o compromisso de efetuar todo o pagamento, as vendas a prazo podem ser um grande problema.

Pagar antes de receber

Para evitar que o caixa fique negativo e haja possíveis prejuízos nos meses seguintes, é preciso antes de pagar, que você receba.

Falta de revisão dos contratos

O gestor deve avaliar sempre os contratos vigentes a fim de que os mesmos estejam oferecendo produtos ou serviços de qualidade e preços justos.

Caso contrário, os contratos podem ser rescindidos para que outros fornecedores sejam contratados.

Nacional: soluções precisas para uma gestão mais acertada

Finalmente, o gestor que deseja presenciar a sua empresa operar com lucro líquido, deve evitar esses redutores de lucratividade.

Para isso, é fundamental estar sempre atento em tudo que diz respeito ao seu empreendimento, principalmente aos aspectos numéricos.

Assim poderá assegurar-se da sustentabilidade do seu negócio.

E nós, da Nacional, podemos ajudar você a facilitar ainda mais esse objetivo.

Quer saber como? Então clique no botão abaixo e fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

CLIQUE AQUI E TENHA AUXÍLIO PARA EVITAR OS REDUTORES DE LUCRATIVIDADE!

Conciliacao Contabil Conte Com Ela E Garanta Mais Protecao As Suas Financas Blog - Nacional Contabilidade

Conciliação bancária: entenda por que ela é necessária em sua empresa

Tenha o panorama geral da sua empresa com a conciliação contábil

Você sabia que a conciliação bancária é fundamental para ajudar no controle financeiro da sua empresa? Leia o material que preparamos e entenda!

A conciliação contábil pode ser definida, de forma simplificada, como um comparativo entre os valores das contas bancárias com as informações internas da empresa.

A partir de tal ferramenta, é possível garantir maior precisão contábil.

Deseja ter uma visão mais ampla e transparente da sua empresa? Leia este post atentamente e saiba como a conciliação contábil pode te ajudar nessa tarefa.

Qual a importância da conciliação contábil para o desenvolvimento de uma empresa?

Possivelmente, você já tenha notado que os maiores estragos que acontecem em uma empresa são decorrentes de erros considerados pequenos.

Por outro lado, nesses casos, nota-se, também, que existem falhas em determinada parte do processo e que precisam ser identificadas e solucionadas.

Sendo assim, a conciliação contábil possibilita comparação e conferência nas contas de uma empresa ao serem checados os valores creditados e debitados.

Logo, sendo encontradas possíveis divergências, torna-se possível corrigi-las a tempo.

Para que isso seja viável, é necessário que os relatórios financeiros, bem como os demonstrativos e os controles de empréstimos e de investimentos, estejam organizados.

Esse comparativo pode ser feito no tempo estipulado pela empresa, quer seja mensal, trimestral, semestral ou anual.

Levando em consideração que até grandes bancos cometem erros, entendemos que existe a necessidade de conferir se tais valores “batem”.

Principalmente ao considerarmos a importância do balanço patrimonial, não podemos abrir margem para que erros relacionados a valores mascarem a realidade financeira da empresa.

Nesse sentido, a conciliação contábil se faz importante para:

  • Legitimar informações;
  • Comparação dos números;
  • Auxílio no balanço patrimonial;
  • Não permitir que erros passem despercebidos.

Com a finalidade de provar que, mesmo que não pareça, a conciliação contábil é um processo simples, apresentamos o passo a passo para sua realização.

  • Controle financeiro

Primeiramente, você deve certificar-se que de que o controle financeiro esteja em perfeito funcionamento.

Ou seja, o fluxo de caixa, assim como a planilha de acompanhamento de juros e os demais relatórios, deve estar sempre atualizado.

  • Relacionar todas as contas bancárias

A fim de evitar que esquecimentos comprometam toda a análise, é importante listar todas as contas bancárias, separando-as por agência e por número de conta para um maior controle.

  • Determinar a periodicidade da conciliação contábil

Conforme já foi dito, definir o período em que a conciliação contábil será feita é de suma importância.

Ela pode ser feita ao final do mês, tendo os últimos 30 dias como referência por exemplo. 

  • Comparação dos valores

Seguindo corretamente todo o processo, inicia-se aqui a etapa de comparação de valores, bem como as datas em que eles serão debitados.

Assim, são evitados problemas no fluxo de caixa.

  • Correção dos erros e documentação do aprendizado

Encontrados os erros, eles precisam ser corrigidos, buscando entender onde surgiram e o que favoreceu esse erro.

Solucionados os problemas, deixe público o aprendizado adquirido, a fim de que sua equipe possa aprender e evitar futuros erros.

  • Envio da conciliação para a contabilidade

Tendo em mãos o resultado da conciliação contábil, a contabilidade pode evitar situações judiciais tendo os valores e as taxas como provas.

Nacional: suporte para um maior controle dos seus recursos

Por fim, a conciliação contábil é uma excelente ferramenta para manter todas as contas da empresa com seus valores em dia, permitindo maior organização da empresa.

Ademais, ela propicia maior planejamento de possíveis transações e de investimentos em prol do crescimento da empresa.

Evitar erros com lançamentos de valores, pagamentos duplicados e datas divergentes é possível por meio da conciliação contábil.

Investir nessa ferramenta é, portanto, garantia do sucesso de sua empresa.

Nesse viés, é importante que você saiba que nós, da Nacional, podemos ajudar sua empresa a se desenvolver com mais segurança.

Quer saber como? 

Então clique no botão abaixo e fale agora mesmo com um de nossos especialistas!

CLIQUE AQUI E TENHA AUXÍLIO PARA REALIZAR A CONCILIAÇÃO CONTÁBIL NA SUA EMPRESA!

Onde Estao Todos Os Custos Da Sua Empresa Leia O Artigo Que Preparamos E Descubra Blog - Nacional Contabilidade

Como identificar os custos da sua empresa?

Como identificar, de uma vez por todas, os custos de sua empresa

Você deseja saber como identificar os custos da sua empresa? Então leia o artigo que preparamos e descubra!

Ao abrir uma empresa, sua única preocupação era o retorno financeiro? 

Esse é um grande equívoco. Saber onde estão todos os custos da sua empresa é de extrema importância.

A fim de garantir uma maior organização financeira, bem como a sustentabilidade de sua empresa, é preciso identificar os custos, desde o início de suas atividades até a criação e a comercialização de produtos.

Para que você saiba exatamente onde estão todos os custos da sua empresa, continue a leitura deste post.

Quais os principais custos de uma empresa?

De antemão, você, como empreendedor, para saber onde estão os custos da empresa, deve saber a definição de custos a fim de evitar confundi-los com despesas.

Dessa forma, os custos são definidos como todos aqueles gastos que se referem a tudo que é produzido pela empresa, sejam produtos ou serviços.

Para facilitar seu entendimento, você deve se fazer a seguinte pergunta: ao eliminar determinado gasto em minha empresa, algum produto ou serviço será afetado?

Se a sua resposta for afirmativa, considera-se, então, como um custo, visto que está relacionado ao que se produz.

Já se a resposta for negativa, está associado ao funcionamento da sua empresa, portanto entende-se como uma despesa.

Sabendo essa diferença, fica mais fácil de você identificar onde estão os custos da empresa e como eles afetam o seu negócio.

Custos diretos

Esse tipo de custo está atribuído diretamente ao produto ou ao serviço que uma empresa oferece.

Esses custos são incorporados aos cálculos que são realizados a fim de chegar ao preço final do produto oferecido e podem ser facilmente mensurados, como são os casos da matéria-prima utilizada e da mão de obra para os fins da organização.

Custos indiretos

Nesse caso, os custos, por mais que interfiram na produção, não possuem relação direta com o produto ou com o serviço.

Como exemplos desse tipo de custo, temos as contas de água, luz, internet, aluguel, dentre outros.

Custos fixos

Por não sofrerem variação do valor, como o aluguel do espaço onde são desenvolvidas as atividades da empresa, são considerados custos fixos.

Custos variáveis

Os custos variáveis são ajustados conforme a produtividade da empresa.

Ou seja, dependendo da quantidade da produção de um produto, é que vai ser definida a necessidade ou não de aquisição de matéria-prima.

Por isso, esse custo pode variar sempre.

Em síntese, onde estão os principais custos da empresa são: 

  • Mão de obra;
  • Infraestrutura;
  • Transporte;
  • Impostos.

Nós, da Nacional, podemos ajudar seu negócio a ser mais lucrativo

Definitivamente, para que sua empresa tenha uma boa gestão, é primordial saber onde estão os custos da empresa.

Dessa maneira, a elaboração de um planejamento financeiro eficiente, com o qual você saiba exatamente como investir seu dinheiro e em que áreas devem recuar, é muito importante.

Com uma gestão de custos assertiva, é possível evitar possíveis riscos, decisões equivocadas e queda da lucratividade na sua empresa.

Portanto, faça uma boa análise na sua organização para descobrir onde estão os custos da empresa e quais as despesas podem ser reduzidas para o maior desenvolvimento do seu negócio.

Nós, da Nacional, somos especialistas em temas que envolvem gestão de empresas e podemos ajudar seu empreendimento a se desenvolver.

Quer saber como? Entre em contato conosco e converse com um de nossos especialistas!

CLIQUE AQUI E TENHA UMA GESTÃO DE CUSTOS EFICIENTE!

Entenda Como Manter Sua Empresa Protegida De Altas Taxas De Juros Blog - Nacional Contabilidade

Taxas de juros: como se manter a salvo

Proteja seu negócio: entenda como se manter longe de taxas de juros exorbitantes

Leia o artigo que a gente preparou e saiba como proteger o seu negócio das altas taxas de juros.

A taxa de juros desafia pequenos, médios e grandes empresários a se manterem de pé, principalmente neste cenário de crise.

As normas são regidas pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central.

É dele a responsabilidade de regular a taxa SELIC a fim de controlar a inflação. 

Não bastasse a alta carga tributária do país, os altos juros atingem desde os fornecedores até o consumidor final.

Convidamos você a ler este artigo até o final a fim de entender como é possível superar esse desafio.

Boa leitura.

Entenda como a taxa de juros influencia em seus negócios e como se defender de seus impactos

Para entender melhor esse cenário, é preciso conhecer alguns termos, um deles é a inflação, que consiste na alta dos preços, deixando os preços mais elevados.

Tal elevação considera diversos fatores, como o ano e a cidade na qual o negócio está localizado, e pode variar na forma de impactar cada empreendimento.

No Brasil, o governo adere a um regime de metas de inflação, isso acontece com o objetivo de controlar o aumento dos preços. 

Essa meta muda a cada ano e pode sofrer variação, podendo mudar de 2% para mais ou para menos.

Quando a taxa de juros se eleva, automaticamente o governo aumenta o custo do crédito.

Assim, as condições para empréstimos ou para financiamentos se dificultam pelos altos preços. 

A principal consequência, neste caso, é a perda do poder de compra e, consequentemente, a a redução do consumo. 

A lei de oferta e de procura prevê que, à medida que ocorre a queda nas demandas, reduzem-se também os preços.

Abaixo, vamos apresentar formas de driblar as altas taxas de juros.

1- Como é possível se defender da alta nos juros?

Em momentos de alta inflação, é prudente evitar investimentos como:

  • Empréstimos;
  • Financiamentos.

Neste momento, é preciso evitar o endividamento.

2- Como aproveitar o aumento das taxas de juros?

Ficou mais caro pegar dinheiro emprestado, em contrapartida emprestar dinheiro ao governo pode nos render mais, pois, se os juros estão mais altos, automaticamente, os seus investimentos ou as suas aplicações terão um retorno maior.

Investir no Tesouro Direto em momentos assim é um bom negócio. 

Uma outra vantagem é a isenção de Imposto de Renda, que pode acontecer com aqueles que possuem títulos atrelados ao CDI (Certificados de Depósito Interbancário).

Neste caso, as pessoas físicas estão abonadas desse pagamento.

Nacional: soluções que vão ajudar sua gestão a ser mais eficiente

Estar atento a alguns detalhes pode evitar danos às finanças quando a taxa de juros está em alta.

Isso, em alguns casos, pode significar rendimento superior e isenção de tributos. Por isso, esteja sempre alerta a estes momentos.

Tais orientações podem ser atribuídas aos gestores por profissionais da área contábil. Muitos não dispõem desse departamento, mas podem optar pela terceirização. Dessa forma, as questões burocráticas de seu empreendimento estarão protegidas.

É preciso contar com empresas que invistam na tecnologia como aliada e que tenham funcionários experientes e qualificados.

Nós, da Nacional, entendemos de gestão de empresas e vamos ajudar você na administração do seu negócio.

Continue em nosso blog e acesse conhecimento que vai ajudar no desenvolvimento da sua empresa.

Gostou do nosso post? Compartilhe-o em nossas redes sociais, seus amigos podem estar precisando.

CLIQUE AQUI E TENHA UMA GESTÃO FISCAL DE EXCELÊNCIA!