Entenda Como Aplicar Acoros E Dissidios Coletivos Para Motivar A Sua Equipe Blog - Nacional Contabilidade

Acordos e dissídios coletivos: como aplicar para motivar a equipe

Descubra de que forma utilizar acordos e dissídios coletivos como ferramentas de motivação

Entenda o que são os acordos e os dissídios coletivos e como os utilizar a favor da sua empresa

Você, leitor, já ouviu falar em acordos e dissídios coletivos e no que significam?

Os acordos e os dissídios fazem parte das relações de trabalho para assegurar que tanto trabalhadores quanto empregadores conheçam os seus deveres e os seus direitos. 

Porém, chegar nessas negociações nem sempre é fácil, por isso existem variadas formas de formalizar os termos negociados.

Eles podem ser registrados em acordo e em convenção coletiva, chegando até ao dissídio coletivo de trabalho.

O foco é sempre assegurar o entendimento entre empresas e sindicatos, que representam os interesses dos trabalhadores. 

Saiba que existem diferenças entre acordos e dissídio coletivo de trabalho, e cada uma dessas ações é destinada a situações específicas, como veremos ao longo deste artigo.

Acordos e dissídios coletivos: o que é e como funciona?

Vamos conhecer mais sobre os acordos, sobre os dissídios coletivos e sobre sua importância.

O direito dos trabalhadores compreende diversas situações que acompanhamos constantemente. 

Os dissídios coletivos referem-se às ações ajuizadas no tribunal com a finalidade de sanar os conflitos entre as partes que compõem uma relação de trabalho.

Essa negociação coletiva pode ser confundida com o dissídio coletivo e com o acordo coletivo, então é bom sempre ficar atento.

Esses dissídios coletivos se instituem perante uma solicitação inicial na qual são divulgados os pedidos (reivindicações). 

Quem pode indicar um dissídio?

  • O Sindicato é quem possui a autoridade para instaurar um dissídio em qualquer situação;
  • Empresas, semelhante ao sindicato, podem instalá-lo em qualquer situação;
  • Ministério Público do Trabalho.

Já o acordo coletivo trata-se do conjunto de normas estipuladas entre o sindicato profissional direto da empresa. Tudo isso de forma que atinja somente as partes envolvidas na negociação.

Consultoria Tributaria - Nacional Contabilidade

Esse alinhamento entre acordos e dissídios coletivos com as empresas e com os sindicatos pode ser buscado através de diferentes instrumentos de negociação.

Um acordo coletivo pode abranger uma ou mais empresas e o sindicato dos trabalhadores.

Temos que deixar claro que o dissídio coletivo tem seu documento elaborado pela Justiça do Trabalho, observando termos negociados entre os sindicatos patronal e dos trabalhadores. 

Existem vantagens nos acordos e nos dissídios coletivos?

A vantagem do acordo coletivo é possibilitar às empresas e aos empregados criarem normas específicas para as condições de trabalho. 

Com isso, haverá poucas margens para escolhas e, assim, a CLT possibilita que, através do acordo, sejam negociadas diretrizes mais vantajosas do que aquelas obrigatoriamente exigidas.

Dissídio coletivo é um tipo de solução comum quando existem desacordo sobre reajustes salariais e os sindicatos patronais e dos trabalhadores não conseguem chegar a um acordo.

Aqui tem-se os termos debatidos em Convenção Coletiva que devem ser enviados para mediação judicial, que é feita pela Justiça do Trabalho. 

Conclusão

Você sabe o que mudou com a reforma trabalhista em relação aos acordos e aos dissídios coletivos?

No ano de 2017, entraram em vigor as novas regras trabalhistas, com as mudanças promovidas pela Lei nº 13.467/17.

Essa lei assegurou mais flexibilidade às negociações entre empresas e trabalhadores, tendo revigorado os acordos entre as partes, estabelecendo os pontos acordados e os que permanecem sobre o legislado.

Essa reforma estabeleceu maior atenção aos acordos individuais, firmados entre o trabalhador e a empresa. 

Porém, esse tipo de negociação está restrito a profissionais com ensino superior completo com salário que seja, pelo menos, duas vezes superior ao teto do INSS.

Gostou? Entre em contato ainda hoje e conheça nossos serviços.

Utilizar acordos e dissídios coletivos como ferramentas de motivação

Adicione um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *